Com cicatriz no rosto, Ederson minimiza culpa de Mané: "não me abalou"

Caio Carrieri

Colaboração para o UOL, em Manchester (ING)

  • Oli Scarff/AFP

    O goleiro do City afirma que o choque na cabeça não o abalou de maneira alguma

    O goleiro do City afirma que o choque na cabeça não o abalou de maneira alguma

Goleiro da seleção e do Manchester City, Ederson herdou uma cicatriz no lado esquerdo da face como consequência de um choque que teve com o atacante Sadio Mané, do Liverpool, no último dia 9 de setembro, pela quarta rodada da Premier League. Preocupado com o companheiro de profissão, o senegalês entrou em contato com o brasileiro para se desculpar pelo incidente que causou não só a substituição do pupilo de Pep Guardiola ainda no primeiro tempo da goleada por 5 a 0, mas também a expulsão imediata do africano.

"Já falei com ele e expliquei que está tudo tranquilo. É uma situação de jogo", revelou o reforço do City, depois da goleada por 5 a 0 sobre o Crystal Palace, neste sábado (23), pela sexta partida do Campeonato Inglês, do qual o time de Manchester ostenta a liderança.

Por conta do chute do adversário, Ederson levou oito pontos no rosto. Mesmo assim, ele já esteve em campo no jogo seguinte, na estreia na Liga dos Campeões com vitória elástica fora de casa – 4 a 0 sobre o Feyenoord, na Holanda. Para seguir com o posto de novo titular de Pep, o goleiro vestiu em duas exibições um capacete para proteger o machucado. Depois do compromisso pela competição europeia, o ex-jogador do Benfica usou o protetor no 6 a 0 sobre o Watford.

Michael Kooren/Reuters

"Foi tranquilo, porque tinha sido só a pancada. Abriu um pouco, mas falei com a comissão que eu estava apto para continuar jogando. Fui com total confiança e o que aconteceu não me abalou em nada". No triunfo deste fim de semana, diante do Crystal Palace, Ederson já foi a campo sem o capacete.

Além de dono da posição na equipe de Guardiola, o paulista de Osasco é presença frequente nas convocações de Tite. Compõe a relação de atletas que representarão o Brasil nas duas últimas rodadas das Eliminatórias da Copa da Rússia, para a qual a classificação já está assegurada. Nos dias 5 e 10 de outubro, os adversários serão Bolívia (fora) e Chile (no Allianz Parque), respectivamente. Alisson, da Roma, tem a titularidade, e Cássio do Corinthians é o outro reserva.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos