Richarlison agradece Gomes por adaptação no Watford: "arrumou casa e carro"

Do UOL, em São Paulo

  • Matthew Childs/Reuters

Muitos sul-americanos sofrem um pouco quando chegam à Inglaterra para atuar no futebol local. Mas não foi o que aconteceu com Richarlison, que fez o gol que deu a vitória ao Watford na última rodada do Campeonato Inglês, contra o Swansea, por 2 a 1.

Em entrevista ao programa Tá Na Área, do SporTV, o atacante agradeceu ao goleiro Gomes, o seu "tradutor", e também afirmou que está fazendo 3 aulas de inglês durante a semana. "Já me sinto em casa, tipo no Brasil. Meus companheiros me acolheram muito bem, o Gomes principalmente, que me arrumou casa, carro. Queria até agradecer a eles. Quando chego em campo só quero jogar bola, me sinto confiante", disse o atacante.

Além do idioma, o atacante ex-Fluminense, que fez dois gols em sete jogos, conta que também já se adaptou ao estilo de jogo local. "(Quando cheguei) Senti um pouco a parte física. Aqui são os 90 minutos na pegada, não tem tempo para pensar. No Brasil, você tem tempo para pensar 3, 4 segundos, aqui você pega a bola e já tem marcadores em cima. Agora que peguei o ritmo estou jogando sem sentir cãibra e estou bem".

O goleiro ex-Cruzeiro não é o único a quem Richarlison mostrou gratidão. O atacante revelou que recusou uma proposta do futebol holandês após uma ligação do português Marco Silva, técnico da equipe inglesa.

"Eu estava em casa, num domingo à noite. Ele me ligou e falou que me queria aqui no Watford, que sabia do meu potencial, que eu podia jogar em 3 posições no ataque, quando ele me ligou fiquei super feliz. Tinha uma proposta do Ajax em que estava tudo certo, mas aí ele me ligou e eu mudei de ideia", afirmou.
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos