Corinthians x SP tem histórico de comemorações polêmicas; relembre casos

Do UOL, em São Paulo

  • Eduardo Knapp/Folhapress

    Cristian celebra gol do Corinthians em decisão contra o São Paulo, em 2009

    Cristian celebra gol do Corinthians em decisão contra o São Paulo, em 2009

As provocações de jogadores de Corinthians e de São Paulo contra torcedores da equipe adversária se tornaram um hábito nos confrontos entre as duas equipes nos últimos anos.

Além do gesto do volante Gabriel no clássico pela 25ª rodada do Brasileiro neste domingo (24), corintianos e são-paulinos já se estranharam com as arquibancadas rivais em outras ocasiões.

Em 2012, por exemplo, Luis Fabiano, ficou "parado na esquina", encarando os corintianos depois de marcar duas vezes na vitória por 2 a 1 no torneio nacional.

Antes dele, o meio-campista Cristian levantou os dois dedos médios para torcedores tricolores, em 2009, pelo Campeonato Paulista.

Relembre, na sequência, alguns dos principais momentos controversos da relação dos jogadores com as arquibancadas rivais no clássico entre os dois clubes.


Cristian mostra os dedos do meio no Paulista

Depois de fazer o segundo gol da vitória de 2 a 1 do Corinthians sobre o São Paulo na semifinal do campeonato estadual de 2009, o meio-campista Cristian comemorou mostrando os dois dedos médios para a torcida rival.

O tento foi marcado aos 48 minutos da segunda etapa, próximo do fim da partida, e fez com que o alvinegro pudesse jogar por um empate no jogo de volta. Questionado anos depois sobre o gesto, o jogador disse que não se arrependia.

Reprodução/Instagram

Mais tarde, ele repetiu o gesto ao lado do colega de equipe Dentinho, quando voltou ao Corinthians em 2015. Os dois postaram uma foto juntos, com os dedos erguidos, nas suas contas no Instagram.


Ronaldo repete a dose com paródia

Joel Silva/Folhapress

No jogo de volta da semifinal de 2009 do Paulista, Ronaldo, então no alvinegro, repetiu o ato do companheiro de equipe Cristian, mas fazendo uma paródia. Ao marcar o segundo gol da vitória de 2 a 0 contra o tricolor paulista, comemorou com dois dedos erguidos em direção às arquibancadas adversárias. Dessa vez, porém, com os indicadores, em vez dos médios.


Luís Fabiano encara corintianos 'parado na esquina'

Conhecido por ser cascudo, temperamental e um dos principais carrascos tricolores contra o Corinthians, o atacante Luís Fabiano, autor de dois gols na vitória por 2 a 1 sobre o alvinegro no segundo turno do Brasileiro de 2012, foi bater olhares frente a frente com os apoiadores adversários nas suas comemorações.

Ao marcar os tentos, ele correu até a bandeirinha de escanteio, onde colocou a mão no queixo e ficou ali, olhando para os corintianos como se estivesse encarando "parado na esquina".

Pato manda são-paulinos ficarem quietos

Moacyr Lopes Junior/Folhapress
Pato pede para torcida do São Paulo se calar no Paulista em 2013

Poucos dias após o caso da morte do menino boliviano Kevin Espada, em um jogo do Corinthians pela Libertadores, o atacante Alexandre Pato, enquanto defendia a equipe alvinegra, mandou as arquibancadas tricolores se calarem. Saído do banco aos 37 min do segundo tempo, o jogador entrou e fez o segundo gol da vitória por 2 a 1 dos corintianos.

Na comemoração, ergueu o dedo indicador em direção à boca e pediu silêncio aos rivais. Na ocasião, torcedores são-paulinos chamavam os adversários de assassinos após o incidente no jogo do torneio continental.


Jogador da base imita gesto de Cristian

Reprodução
Gabriel Vasconcelos comemora gol do Corinthians com gesto de Cristian

O atacante Gabriel Carvalho, das categorias de base do Corinthians, mostrou que o gesto de Cristian, em 2009, não seria esquecido tão cedo pelos jogadores do clube. Ao marcar o último tento na vitória de 3 a 0 contra o tricolor pelas semifinais da Copa São Paulo de Futebol Júnior, ele cruzou os dois braços e mostrou os dedos do meio, como seu ídolo no time fez anos antes contra o rival.


Cueva provoca 'de leve' e recebe advertência

O meia peruano Cueva recebeu um cartão amarelo por "fazer gestos provocadores, debochados ou exaltados", segundo a súmula de arbitragem, ao comemorar o gol são-paulino no empate em 1 a 1 contra o Corinthians, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Ao converter um pênalti que sofreu, o jogador correu em direção à torcida adversária gesticulando. Aparentemente algo que, para o juiz da partida, não deveria ser feito na ocasião.


Maicon e a história da galinha

O zagueiro Maicon, quando ainda estava no São Paulo no primeiro semestre de 2017, comemorou um gol imitando uma galinha, em um empate por 1 a 1 no Campeonato Paulista. Ele negou que estivesse provocando, mas "galinha" é um apelido usado com frequência para debochar da torcida Gaviões da Fiel, a principal organizada do Corinthians.


Gabriel leva a mão ao órgão genital

Reprodução Twitter

Os jogadores corintianos celebraram muito o empate por 1 a 1 conquistado contra o São Paulo no Morumbi, no domingo (24), mas principalmente no momento do gol o volante Gabriel se excedeu e levou as mãos ao órgão genital.

Após a partida, ele chegou a perdir desculpas, mas a coisa parece que não vai ficar barata. A promotoria do STJD pretende entrar com uma ação pedindo o julgamento do jogador por ter agido de forma considerada ofensiva.
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos