Clube alemão demite dirigente que fez saudação nazista em entrevista

Do UOL, em São Paulo

  • reprodução/YouTube

O futebol é sempre um espelho da sociedade: quando surge uma onda de intolerância, é natural que os clubes da região sejam impactados. Esse foi o caso do Teutonia 05, um clube de Hamburgo na quinta divisão da Alemanha, que teve que demitir um dirigente por usar uma saudação nazista.

Bert Ehm, de 70 anos, proferiu a expressão "Sieg Heil" em coletiva à imprensa. A frase significa apenas "salve a vitória", mas não pode ser separada de seu contexto, já que foi muito utilizada nos primórdios do regime nazista e no início do Terceiro Reich. Posteriormente, deu origem ao famoso "Heil Hitler" (salve Hitler).

A saudação ainda é adotada por grupos da extrema-direita alemã nos tempos atuais. Bert foi técnico do Teutonia por anos, mas vinha exercendo a função de dirigente. Segundo o diretor Diddo Ramman, o clube não protege atitudes "racistas, fascistas ou ultranacionalistas, pois não há lugar na sociedade, no esporte, e na pacífica coexistência exercida no Teutonia 05".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos