Conmebol denuncia Rodriguinho e mais 3 corintianos por tumulto na Argentina

Dassler Marques

Do UOL, em São Paulo

  • Gustavo Garello/AP

    Rodriguinho foi expulso na Argentina e acabou denunciado

    Rodriguinho foi expulso na Argentina e acabou denunciado

O Tribunal de Disciplina da Conmebol denunciou os corintianos Rodriguinho, Walter, Kazim e Marciel em decorrência de Racing-ARG 0 x 0 Corinthians na última quarta-feira (20). Por situações distintas, os quatro jogadores correm risco de suspensão para torneios da Conmebol no próximo ano, o que pode atrapalhar as pretensões do clube para a disputa da Copa Libertadores 2018.

De acordo com João Zanforlin, advogado do Corinthians, Rodriguinho foi denunciado por "jogo brusco grave", razão de seu cartão vermelho no jogo com os argentinos, e pode ser suspenso de uma a três partidas.

O goleiro Walter foi enquadrado em "insultado à arbitragem" por utilizar os termos "ladrão e filho da p...", o que poderá causar suspensão de até duas partidas. O atacante Kazim e o volante Marciel, por sua vez, foram denunciados por "conduta violenta", o que pode acarretar em uma punição de até quatro jogos. Eles se envolveram em confusão com adversários na sequência do apito final e da eliminação. Nenhum desses três atletas recebeu vermelhos na partida.

Já o atacante Jô, que também foi expulso nesse jogo, não recebeu qualquer tipo de denúncia por parte do Tribunal.

Com 99,97% de chances de disputar a Copa Libertadores de 2018, de acordo com o site especializado Chance de Gol, o Corinthians apresentará um recurso até a próxima sexta-feira, período estabelecido pela Conmebol.

Além de alegar que os atletas são primários nesse tipo de incidência e que devem cumprir apenas as penas mínimas - um jogo para Rodriguinho -, Zanforlin acredita que os corintianos possam cumprir as suspensões apenas na Copa Sul-Americana de 2018, o que os deixaria livres para uma possível participação na Libertadores.

Na atual edição da Copa Sul-Americana, porém, o lateral corintiano Fagner cumpriu suspensão que era referente a um cartão vermelho recebido na Copa Libertadores. De acordo com Zanforlin, entretanto, o departamento jurídico do clube tentará livrar os jogadores baseado nos regulamentos da Conmebol de 2017. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos