Dinheiro não faz gols, diz Robben, antes de duelo contra PSG

Do UOL, em São Paulo

  • Kai Pfaffenbach/Reuters

    Robben em ação pelo Bayern de Munique em partida pelo Campeonato Alemão

    Robben em ação pelo Bayern de Munique em partida pelo Campeonato Alemão

Ao contratar Neymar e Kylian Mbappé na última janela de transferências da Europa, o Paris Saint-Germain se tornou um dos clubes com maior investimento do mundo. No entanto, para Arjen Robben, do Bayern de Munique, as cifras gastas não fazem diferença, já que "o dinheiro não faz gols". O time alemão visita o francês nesta quarta-feira (27), pela segunda rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões.

"O dinheiro não faz gols, é a qualidade em campo que conta. O importante é o desempenho da equipe, para que não se concentre tudo em um jogador em particular", disse Robben, segundo reportagem do jornal francês "L'Equipe".

A declaração de Robben reforça as críticas recentes de Karl-Heinz Rummenigge, presidente-executivo do Bayern de Munique, que afirmou que preferia construir um estádio do que contratar Neymar pelo dinheiro investido no brasileiro – o PSG pagou 222 milhões de euros (R$ 826 milhões, na cotação atual) para tirá-lo do Barcelona. O dirigente se disse confiante de que seu time voltará da França com um bom resultado.

"Conheço nossa equipe. Nesse tipo de jogo, é excessivamente motivada e focada. Estou convencido de que podemos trazer algo de volta", disse Rummenigge.

"O PSG obviamente tem jogadores de classe mundial, que teremos que controlar. Mas temos a experiência. É um jogo de prestígio, mas uma coisa está clara: não é onde a Liga dos Campeões vai se decidir. Primeiro, queremos criar condições para terminarmos em primeiro no nosso grupo", completou.

Resenha do Whatsapp: Boleiros comentam a primeira rodada da Champions

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos