Libertadores ou brigar contra a queda? Vasco garante que o foco é em cima

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

O empate por 1 a 1 com o Sport nesta segunda-feira manteve o Vasco na metade da tabela no Campeonato Brasileiro. Com a nona colocação, o Cruzmaltino está a seis pontos do G-6 e a quatro do Z-4. Embora a situação ainda cause preocupação nos torcedores, traumatizados com três rebaixamentos, jogadores e o técnico Zé Ricardo garantem que o foco é na busca por uma vaga na Libertadores.

"Pensamos jogo a jogo, mas sinceramente penso que temos que tentar se manter próximos do G-8. Temos de pensar grande. Saímos chateados daqui por não termos feito a partida que esperávamos", declarou Zé Ricardo no programa "Bem, Amigos", do Sportv.

A meta do treinador tem explicação: a zona de classificação pode se estender para o G-9 caso Grêmio vença a Libertadores, Cruzeiro conquiste a Copa do Brasil, Flamengo obtenha a Sul-Americana e os três fiquem entre os seis primeiros colocados do Brasileiro.

Para Nenê, o time não pode ter a postura que teve contra o Sport caso almeje a competição continental:

"Pela atitude da nossa equipe contra o Sport, não mostramos essa possibilidade de irmos para a Libertadores, mas acredito muito no nosso time. Tivemos jogos que fomos muito bem, como contra o líder, o Corinthians. Hoje eu me sinto frustrado pelo resultado porque poderíamos ter ganho".

O meia do Vasco, inclusive, lembrou que o objetivo é algo traçado pelo presidente do clube, Eurico Miranda.

"Nosso objetivo é a Libertadores. O presidente já falou com a gente e eu confio nisso, mas hoje estou bem chateado pela maneira como encaramos esse jogo", declarou.

O Vasco recebe neste sábado a Chapecoense, em São Januário, no último jogo de punição com os portões fechados. 
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos