Tardelli e Renato Augusto iniciam trabalhos no Brasil para servir seleção

Danilo Lavieri, Dassler Marques e Pedro Ivo Almeida

Do UOL, em São Paulo e no Rio de Janeiro

Já liberados do futebol chinês, cujo recesso para datas Fifa se inicia antes do Brasil e da Europa, o meia Renato Augusto (Beijing Guoan) e o atacante Diego Tardelli (Shandong Luneng) já trabalham de olho na seleção brasileira.

O procedimento já é um padrão da comissão técnica de Tite para os atletas que atuam na Ásia e tem apresentado bons resultados do ponto de vista físico. Uma das vantagens da apresentação antecipada é regular o sono dos atletas e adaptar o fuso horário dos jogadores que vivem na Ásia. 

Nesta terça-feira, acompanhado do fisioterapeuta Bruno Mazziotti, Tardelli fez trabalhos de academia no CT Joaquim Grava, casa do Corinthians. Entre quarta e sexta-feira, o atacante se junta ao meia Renato Augusto para treinamentos no Ninho do Urubu, centro de treinamentos do Flamengo.

Quem também já trabalha integrado com Tite é o auxiliar Sylvinho, que chegou mais cedo da Itália, onde atua pela Inter de Milão.

"Tenho vindo uma semana antes. Acumulo bastante informação, temos reuniões e, por exigência do Tite, que é bastante exigente, para que a gente consiga condensar bem uma semana antes o monitoramento de atletas, situações nossas e dos adversários, dos times europeus. (...) A gente vem preparando treinos para as chegadas dos atletas", disse em vídeo publicado pela CBF. 

A apresentação dos jogadores da seleção se inicia no próximo domingo (1), na Granja Comary. O Brasil atua contra a Bolívia, em Paz, no dia 5, e encerra as Eliminatórias da Copa do Mundo em São Paulo, diante do Chile, no dia 10. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos