Breno supera incêndio, cresce no Vasco e ri do apelido de "Foguinho"

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Paulo Fernandes / Flickr do Vasco

    Zagueiro Breno está feliz no Vasco e negocia permanência para a próxima temporada

    Zagueiro Breno está feliz no Vasco e negocia permanência para a próxima temporada

Aos poucos, Breno vai reencontrando a felicidade. Preso durante três anos e nove meses e ainda tendo de enfrentar uma séria lesão no joelho esquerdo, ele chegou emprestado ao Vasco este ano em busca de um recomeço e tem conseguido. Titular absoluto, ele já disputou 17 partidas - quatro a mais que os últimos cinco anos somados - e encara sua tragédia pessoal com mais leveza.

Enturmado com o elenco cruzmaltino, ele tem levado numa boa o apelido de "Foguinho" dado pelos companheiros. A alcunha já havia sido dada nas primeiras semanas de sua chegada, mas ganhou popularidade quando o meia Nenê publicou um vídeo no Instagram o chamando desta forma. Na imagem, ele ri (veja no vídeo abaixo). Em outras ocasiões, os mais jovens já haviam se referido a ele desta forma.

 

"Fala, foguinho." Kkkkkkk esse é o Nenê zoeiro zoando os coleguinhas no voo, desfrutem. "Será que Martin vai dar um sorriso?"

Uma publicação compartilhada por That day was crazy! (@essediafoilouco)

 

em

Tido como uma grande revelação do São Paulo, Breno foi contratado no fim de 2007 pelo poderoso Bayern de Munique (ALE) por cerca de 12 milhões de euros. Por lá, não teve muitas oportunidades, foi emprestado ao Nuremberg (ALE) e iniciou seu processo de depressão e dependência alcoólica.

Na noite do dia 20 de setembro de 2011, durante um surto fruto do alcoolismo, incendiou a própria casa, o que ocasionou sua detenção após investigação. Discreto sobre o tema, falou mais abertamente pela primeira em entrevista ao jornalista Benjamin Back, da Fox Sports. De acordo com seu depoimento, ele estava triste com suas lesões no joelho e, em casa, tomou uma garrafa de vinho e outra de uísque.

"Quando eu misturava muito, no outro dia não me lembrava de nada. Foi o que aconteceu naquela noite. No dia seguinte eu acordei no hospital e não entendi nada. Lembro poucas partes. Eu não quero falar que sou o coitadinho, mas não sei dizer como aconteceu esse acidente", disse.

Em São Januário ele tem se sentido bem. Está entrosado com os companheiros e já até negocia uma permanência no clube. Seu empréstimo termina em dezembro, mesmo período em que também se encerra o contrato com o São Paulo, e a tendência é a de que, livre para um novo vínculo, ele continue no Vasco.

As 17 partidas até aqui, embora não sejam um número expressivo, são bem consideráveis em se tratando de Breno. Embora tenha iniciado a carreira profissional há dez anos, ele ainda tem menos de cem jogos disputados. Sua temporada com maior sequência foi justamente no início no São Paulo, quando entrou em campo 36 vezes.
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos