Vice do Cruzeiro avalia gestão, provoca Atlético-MG e evita falar de futuro

Enrico Bruno e Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

Pense em um clube com cenário de terra arrasada. Sem técnico, sem diretor de futebol e próximo da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro.

Em setembro de 2015, quando assumiu a vice-presidência de futebol do Cruzeiro, Bruno Vicintin tinha uma missão árdua em suas mãos. A meta era levar o clube de volta ao caminho das conquistas.

Exatos dois anos após a sua primeira entrevista coletiva, ele celebra o pentacampeonato da Copa do Brasil. Um caminho complicado, que contou com três técnicos distintos (Deivid, Paulo Bento e Mano Menezes - em duas oportunidades) e momentos bastante conturbados.

Após a conquista da Copa do Brasil, ocorrida nessa quarta-feira (27), no Mineirão, o cartola fez um balanço de seu trabalho e não perdeu a chance de provocar o arquirrival Atlético-MG:  

"Um trabalho feliz. Um trabalho de quem é honesto, tem caráter. Um trabalho feliz de ter assumido o Cruzeiro sem treinador e diretor. Chegar hoje e ver esses jogadores comemorando. Isso não tem preço. São nove títulos nacionais contra dois do rival. Agora Minas Gerais conhece o 9 a 2", afirmou ao UOL Esporte.

"A gente trabalhou muito, primeiro com a contratação do Tinga. Depois a gente conversou muito com o Mano durante o ano. A gente se falava diariamente durante as férias. Fizemos uma janela importante no meio do ano. Era a última chance que tínhamos de conquistar um título importante e ninguém tira isso da gente", acrescentou, falando sobre 2017.

Permanecer na diretoria do clube na próxima temporada é algo ainda avaliado por Bruno Vicintin. Famoso por dizer que dirigentes estatutários de clube são loucos ou ladrões, o vice de futebol do Cruzeiro é sincero quando questionado sobre o futuro no cargo:

"Toda loucura tem um limite. Mas vamos esperar passar a eleição, conversar e ver isso aí. Hoje, eu só quero curtir", concluiu, lembrando que em 2 de outubro haverá eleição presidencial no clube. Wagner Pires de Sá, candidato da situação, e Sérgio Santos Rodrigues, opositor, são os concorrentes.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos