Grêmio amplia lista de apostas de Renato com Cícero. Veja os casos

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

  • Matheus Andrade/Photocamera

    Aos 33 anos, Cícero será jogador do Grêmio por três meses com opção de renovação

    Aos 33 anos, Cícero será jogador do Grêmio por três meses com opção de renovação

A contratação de Cícero confirma: o Grêmio aposta (alto) em Renato Gaúcho e sua capacidade de recuperar jogadores. O meia, de saída do São Paulo após dois meses de inatividade, encorpa a lista de reforços indicados ou respaldados pelo treinador. O negócio da vez visa dar opção na criação, função carente depois de recentes saídas e dependente de Luan.

Ao todo, sete jogadores estão no Tricolor por influência direta do técnico. De Léo Moura a Cristian. Passando por Bressan e Fernandinho, mantidos no grupo a pedido de Renato. E na maioria dos casos a resposta de quem está na 'cota do técnico' foi positiva.

Cícero, 33 anos, é o caso mais recente. Encostado no São Paulo após a demissão de Rogério Ceni, o volante não atua desde 24 de julho – ironicamente o último jogo foi contra o Grêmio. Com o interesse do Tricolor gaúcho, o jogador negociou rescisão no Morumbi.

O nome dele já havia sido debatido pelo Grêmio em outros momentos da temporada. Renato Portaluppi trabalhou com o jogador no Fluminense, onde conquistou a Copa do Brasil pela primeira vez e chegou à final da Libertadores. Além do histórico, as características interessam.

Com as saídas de Gastón Fernández, Miller Bolaños e Lincoln o Grêmio ficou apenas com Luan para a função de meia-atacante. O camisa 7 se recupera de lesão na coxa direita e na ausência dele, o time decaiu. Renato chegou a falar publicamente sobre a carência no elenco. A ideia é usar Cícero para turbinar o setor.

Histórico no Grêmio recomenda

Se Cícero está há tempos sem jogar e teve problema de relacionamento no São Paulo, o histórico do Grêmio neste ano com apostas recomenda a investida. De todos os nomes que podem ser encaixados em conexão com Renato, apenas Jael ainda não viveu boa fase. O centroavante rompeu ligamento do joelho e ficou parado por sete meses. Agora, está de volta e tem sido opção imediata para a função de centroavante.

Outros quatro nomes que contaram com apoio de Renato Gaúcho deram certo. Léo Moura iniciou a temporada em alta, oscilou, mas recentemente renovou contrato até o fim de 2018.

Bruno Cortez chegou para ser suplente de Marcelo Oliveira, mas já atuou mais que o camisa 26 e atualmente é titular da lateral esquerda. Tem negociação em andamento para ampliar o vínculo e deve assinar até dezembro do ano que vem.

Fernandinho não foi liberado para empréstimo, virou um reserva de luxo e depois da venda de Pedro Rocha ganhou a vaga no time. É artilheiro do Grêmio no Campeonato Brasileiro e um dos que mais jogou no ano. Igualmente iniciou conversa para estender o contrato.

Bressan voltou do Peñarol mais cedo e esteve em vias de deixar o Grêmio por duas vezes. Foi mantido no elenco a pedido de Renato Gaúcho, foi titular em jogos decisivos e teve boas atuações. Superou a bronca de parte da torcida e em mais de uma partida terminou como capitão, coroando a volta por cima.

Cristian, 34 anos, é o penúltimo reforço do Grêmio. Fora dos planos do Corinthians, o volante chegou a ser tentado em janeiro e não fechou por desacerto financeiro. Foi trazido após cirurgia em Maicon e deve estrear no domingo, diante do Fluminense.

Além dos jogadores com ligação junto a Renato, o Grêmio também contratou neste ano oito atletas. Paulo Victor, Leonardo Gomes, Bruno Rodrigo, Michel, Gastón Fernández, Michael Arroyo, Beto da Silva e Lucas Barrios.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos