Ressaca? Corinthians usa 6 a 1 sobre SP como exemplo para jogo com Cruzeiro

José Edgar de Matos

Do UOL, em São Paulo (SP)

  • Eduardo Knapp-22.nov.2015/Folhapress

    Goleada sobre o SP, há dois anos, virou exemplo ao Corinthians

    Goleada sobre o SP, há dois anos, virou exemplo ao Corinthians

O Corinthians tem um exemplo próprio para questionar qualquer tipo de "ressaca" do Cruzeiro, campeão da Copa do Brasil na última quarta-feira, no jogo de domingo, no Mineirão. O técnico Fábio Carille relembrou a goleada por 6 a 1 do clube alvinegro sobre o São Paulo em 2015, dias depois de conquistar o título do Campeonato Brasileiro daquele ano, como uma maneira de precaver o elenco.

"Fomos campeões contra o Vasco no Rio de Janeiro e metemos seis no São Paulo dias depois. Tem o lado de perder a preocupação de ter resolvido o ano, mas também tem o lado de entrar sem responsabilidade nenhuma e jogar mais solto. Foi o que aconteceu em 2015 com a gente no jogo contra o São Paulo", afirmou Fábio Carille.

O técnico corintiano, em um momento de queda da equipe em comparação à campanha do primeiro turno, quer evitar qualquer tipo de preocupação externa. O foco segue apenas no trabalho do dia a dia, em busca de uma evolução para a equipe novamente embalar no Brasileiro.

O comandante corintiano admite que a equipe precisa dar uma resposta neste fim de semana em Minas Gerais, diante de um adversário que chegará a campo após uma conquista nacional e a vaga assegurada na próxima edição da Copa Libertadores da América.

"Os resultados nos deixam atentos para buscarmos os nossos resultados novamente. Difícil um time ficar tanto sem pontuar, e o nosso turno está abaixo da expectativa, mas os outros não estão chegando. (...) Daqui a pouco vamos voltar a ter estes resultados, o que será importante", afirmou.

Nem a perseguição de Santos, Grêmio e Palmeiras, os três principais concorrentes, tiram a atenção de Fábio Carille, que evitou, por exemplo, estender qualquer comentário em relação ao jogo entre santistas e palmeirenses, marcado para sábado, no Allianz Parque.

"Não fico pensando nos outros, tenho tanta coisa para me preocupar; a nossa preparação é Cruzeiro", sentenciou o treinador.

"Não fico pensando nos outros times, sei das qualidades, sei que esse clássico pode deixar um time para trás se houver um vencedor, mas não fico torcendo por derrota de ninguém. Só penso em fazer o melhor aqui para fazermos grandes jogos", encerrou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos