Presidente do Barça diz que jogo com portões fechados foi pela Catalunha

Do UOL, em São Paulo

  • false

    O presidente do Barcelona, Josep Maria Bartomeu

    O presidente do Barcelona, Josep Maria Bartomeu

O presidente do Barcelona, Josep Maria Bartomeu, disse neste domingo (1º) que a decisão de jogar a partida contra o Las Palmas com os portões do Camp Nou fechados não foi por falta de segurança, mas sim pela Catalunha.

"A segurança estava garantida pela polícia. Jogamos de portões fechados por um tema excepcional, para que o mundo veja o que está acontecendo na Catalunha", disse Bartomeu.

O dia foi tenso na Catalunha por causa do referendo sobre a sua independência. Segundo autoridades locais, foram registrados mais de 300 feridos em embates com a polícia, que chegou a usar balas de borracha contra alguns manifestantes.

Bartomeu disse que o Barcelona tentou adiar a partida, o que não foi aceito pela LFP (Liga de Futebol Profissional da Espanha). "Falamos com dirigentes, executivos, corpo técnico e jogadores e decidimos jogar com portões fechados. Lamentamos muito a falta de liberdade de expressão que está acontecendo hoje na Catalunha", afirmou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos