Leandro Damião salva jovem de desabamento durante temporal em Porto Alegre

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • Reprodução/Facebook

    Selfie de Damião após salvar casal de desabamento em Porto Alegre

    Selfie de Damião após salvar casal de desabamento em Porto Alegre

Um jogador de futebol normalmente é chamado de herói por um gol, defesa, drible ou lance dentro de campo. Leandro Damião fez mais do que isso. Durante o desabamento da lona de um circo próximo ao Beira-Rio em razão de um forte temporal na tarde de domingo em Porto Alegre ele ajudou o jovem Alessandro Grabinski e a namorada a se salvar. 

Foram ventos que ultrapassaram os 100 quilômetros por hora. Houve destelhamento de casas, alagamentos por conta da chuva, árvores caídas e muitos transtornos na capital gaúcha durante o fim da tarde e boa parte da noite de domingo. 
 
O circo era atração próximo ao Beira-Rio há algum tempo. Fazia um espetáculo no exato momento que o fenônemo da natureza começou. Leandro Damião e a família assistiam o show. A exemplo de Alessandro, que estava acompanhado pela namorada, Larissa dos Santos. 
 
"Eu encontrei ele (Damião) quando fui me abrigar no banheiro. Estávamos sentados assistindo o espetáculo, de repente um braulho e as lonas começaram a desabar. Consegui correr até a saída, mas voltei para encontrar minha namorada. Foi quando tudo desabou. Encontrei um banheiro e tinha um homem com uma criança saindo. Era muita coisa voando, cadeiras, tudo. Falei para ele: acho que nós vamos morrer. Ele disse: vamos ter fé, vamos rezar", contou ao UOL Esporte. 
 
Damião foi responsável direto por salvar Alessandro. Abrigados em um banheiro químico, ele usou a conhecida força - evidente pelo porte atlético - para segurar a porta do local. 
 
"Ficamos abrigados no banheiro. Ele segurava a filha dele com uma das mãos e com a outra a porta do banheiro. Se não fosse ele, eu não teria força para segurar a porta. Ele me salvou", contou. 
 
Depois, Damião levou Alessandro e Larissa até o estacionamento de um shopping próximo ao local. Mais seguro, ele só então percebeu que se tratava do centroavante do Inter e pediu para fazer um registro fotográfico. Damião pegou o celular do garoto de 17 anos e fez uma selfie para registrar o salvamento. 
 
"Eu nunca vaiei ele, sou colorado, jamais faria isso. E agora então é que nunca vou fazer", brincou Alessandro. 
 

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos