Com dores musculares, Diego é cortado em chegada à seleção brasileira

Dassler Marques e Pedro Ivo Almeida

Do UOL, em Teresópolis (RJ)

  • Pedro Martins/ MoWa Press

    Diego sequer treinou com a seleção brasileira

    Diego sequer treinou com a seleção brasileira

Menos de três horas depois de se apresentar à seleção brasileira, o meia Diego foi cortado dos jogos contra Bolívia (5, em La Paz) e Chile (10, em São Paulo), pelas Eliminatórias da Copa do Mundo. O meia do Flamengo deixou o grupo por conta de dores musculares.

"Realizamos exame de imagem e confirmamos uma pequena lesão muscular que o impede de participar do período de convocação", explicou o médico da seleção, Rodrigo Lasmar.

O meia chegou à Granja Comary e logo teve que deixar o local para realizar os exames em uma clínica próxima, em Teresópolis. Ele ainda voltou para o CT e almoçou com o grupo, antes de se despedir definitivamente e regressar ao Rio de Janeiro.

Diego, em momento difícil pelo Flamengo, foi substituído aos 17min do segundo tempo na derrota de sua equipe por 1 a 0 em Campinas, diante da Ponte Preta, na última segunda-feira. Ele não atuava bem antes de ser sacado.

Como Tite já havia chamado 24 atletas para os dois confrontos, nenhum jogador será acrescentado ao grupo, que deixa Teresópolis na quarta-feira e segue para a Bolívia. O treinador tem, além de Paulinho e Renato Augusto, os jovens Fred, do Shakhtar-UCR, e Arthur-GRE, como alternativas para o setor. 

Essa havia sido a segunda oportunidade em jogos oficiais concedida por Tite para Diego, que esteve nos duelos com Uruguai e Paraguai. Nestes dois compromissos, porém, o meia de 32 anos não chegou a atuar. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos