CR7 relembra fugas do quarto aos 11 anos para fazer musculação

Do UOL, em São Paulo

  • David Ramos/Getty Images

Cristiano Ronaldo tem quatro premiações de melhor do mundo e concorre a mais um troféu. O astro português relembrou quando aos 11 anos deixou sua família na Ilha da Madeira para jogar em Lisboa. Morando no alojamento do Sporting, ele ouvia dos companheiros: "você tem habilidade, mas não tem músculo".

Em entrevista ao site "The Players Tribune", CR7 diz que tomou a seguinte decisão: "vou ganhar peso". Desde então, o menino fugia do quarto da concentração de madrugada para fazer musculação.

"Eu era muito fraco. Não tinha músculo. Assim que eu, aos 11 anos, tomei uma decisão. Neste momento decidi que também iria trabalhar muito mais duro que eles. Eu já não iria jogar como um menino. Eu não iria mais me comportar como um menino. Eu iria treinar com a convicção de que ia chegar a ser o melhor do mundo", relatou.

"Comecei a escapar do quarto à noite para treinar. Eu fiquei mais forte e rápido. E então, aqueles que costumavam dizer que eu era pequeno ficaram surpresos, como se o mundo caísse sobre eles, sem eles dizerem nada", acrescentou.

Paralelamente às sessões na academia, Cristiano Ronaldo costumava entrar em campo com pesos presos nas pernas. A ideia era treinar chute com a perna "pesada" para fortalecer a finalização.

Aos 15 anos, Cristiano Ronaldo já se diferenciava dos demais jovens de sua idade. Sua estreia no time principal do Sporting aconteceu em outubro de 2002, aos 17 anos.

"Não sei de onde veio esse sentimento. É algo que está dentro de mim. É uma sensação de fome que nunca acaba. Quando perco, é como se estivesse morrendo de fome. E quando venço, também tenho o sentimento de fome, mas como se eu tivesse comido uma migalha de pão. Essa é a única maneira que posso explicar".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos