Robben nega ter criticado trabalho de Ancelotti e xinga revista

Do UOL, em São Paulo

  • KAI PFAFFENBACH / REUTERS

    Arjen Robben em ação durante partida do Bayern de Munique

    Arjen Robben em ação durante partida do Bayern de Munique

Nesta terça-feira (3), Arjen Robben desmentiu a informação da revista alemã "Kicker", que publicou que o ponta holandês era um dos responsáveis pela demissão do técnico italiano Carlo Ancelotti. Questionado sobre o tema, o jogador do Bayern de Munique se irritou e chamou o periódico de "m...".

"De repente, há coisas que aparecem na mídia das quais eu gostaria de me distanciar. Essas publicações são uma m.... Eu odeio quando coisas assim acontecem, eu sou a última pessoa que teria que ir criticar um treinador, um colega ou qualquer pessoa. Você precisa ser homem quando alguém sai e não criticar pelas costas", disse Robben, de acordo com reportagem do jornal espanhol "Marca".

Segundo a "Kicker", Robben teria criticado muito Ancelotti, dizendo que até o time de crianças de seu filho era mais bem treinado que o profissional do Bayern.

Além disso, a revista afirma que Robben organizou com outras estrelas do time, como Manuel Neuer, Jerome Boateng e Thomas Muller, treinos em horários alternativos por não estarem de acordo com os métodos de Ancelotti.

Desde a saída do italiano, Willy Sagnol assumiu interinamente o cargo de técnico do clube alemão.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos