Clayson vê rivais mais espertos e pede variações para o Corinthians vencer

Bruno Grossi

Do UOL, em São Paulo (SP)

  • DANIEL TEOBALDO/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

    Clayson marcou os dois últimos gols do Corinthians no Campeonato Brasileiro

    Clayson marcou os dois últimos gols do Corinthians no Campeonato Brasileiro

O Corinthians não vence há três partidas na temporada, com três empates seguidos diante de Racing, São Paulo e Cruzeiro. Essa instabilidade fez com que o líder do Campeonato Brasileiro deixasse a diferença para o rival e segundo colocado Santos cair para oito pontos e deixou o Timão em alerta para evitar novos tropeços. Por isso, a nova pausa para as datas Fifa é comemorada por Clayson, que vê uma oportunidade de corrigir os erros e voltar a surpreender os adversários.

"Temos que descansar a cabeça e trabalhar, porque as equipes estão nos estudando e precisamos mudar isso. Os adversários agora têm propostas diferentes para enfrentar a gente, então precisamos de variações para criar mais chances de gol e ganhar os jogos de outras maneiras. Tenho certeza que vamos retomar o caminho das vitórias em breve. A gente não depende de ninguém, então é fazer o dever e não pode deixar cair perto do fim", projetou o atacante, em entrevista coletiva logo após o primeiro dos sete treinos antes do embate com o Coritiba pela 27ª rodada do Brasileirão.

"Os adversários estão todos atrás da linha da bola, a gente tem tido dificuldade de entrar na defesa deles, isso diminui as finalizações e os gols. Temos de concentrar mais nos passes, ter a melhor escolha na frente da área, finalizar mais para conseguir os gols. Fizemos um primeiro turno impecável, estudaram a gente, vieram com proposta diferente, estamos treinando variações de jogo. Estamos treinando para conseguir da melhor forma possível criar as nossas oportunidades, fazer gols e vencer. A gente sabia que seria mais difícil o segundo turno", prosseguiu.

A semana livre para treinamentos ganha ainda mais importância pelo fato do técnico Fábio Carille ter desfalques para armar o time titular. Fagner e Romero estão suspensos pelo terceiro cartão amarelo, Gabriel foi punido com dois jogos pelo gesto obsceno feito à torcida do São Paulo e Jô ainda luta para se recuperar de contratura na panturrilha esquerda. Além disso, Balbuena, se for titular da seleção paraguaia, não terá tempo de descansar para o jogo marcado para as 21h da próxima quarta-feira.

E diante dessas baixas, Clayson aposta na boa fase vivida, com dois gols nos últimos dois jogos, para ter uma chance. "Estou preparado, treinando forte e feliz pelo momento. Tenho que estar preparado, sendo titular ou não. A expectativa é boa para aproveitar bem a oportunidade se ela surgir. Estou tranquilo, o Carille conhece bem o elenco e eu busco meu espaço. O grupo é forte e não posso deixar a oportunidade escapar", disse o camisa 25, que entrou no segundo tempo contra Cruzeiro e São Paulo para salvar o Timão de derrotas.

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos