Matheus Jesus recusa apelido de "Pogba da Vila" e já devolve vaga a Renato

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

  • Ricardo Nogueira/Folhapress

    Matheus Jesus atuou como titular contra o Palmeiras na vaga de Renato, lesionado

    Matheus Jesus atuou como titular contra o Palmeiras na vaga de Renato, lesionado

O volante Matheus Jesus, que se destacou em sua estreia com a camisa do Santos no clássico contra o Palmeiras no último final de semana, no Allianz Parque, optou por um discurso humilde em sua primeira entrevista coletiva após jogar como titular na equipe santista.

Matheus Jesus é adepto das redes sociais e ficou impressionado com a repercussão de seu desempenho entre os torcedores do Santos. Ele recebeu elogios até do rapper Mano Brown, torcedor fanático do clube paulista.

Além disso, Matheus Jesus recebeu o apelido de "Pogba da Vila", principalmente por ter arriscado uma jogada de efeito para cima dos palmeirenses. O volante santista fez questão de dizer que seu futebol está longe de ser comparado ao do meia do Manchester United, da Inglaterra.

"Cara, Pogba da Vila, imagina se eu jogasse metade do que ele joga (risos). Acho que tem a ver com a aparência, altura. O futebol não tem como", afirmou Matheus Jesus, que agradeceu o apoio dos torcedores na redes sociais.

"Sempre bom ser elogiado. Os torcedores me receberam muito bem. Faço o melhor para receber elogios", disse.

Matheus Jesus também manteve a humildade ao falar sobre a sua sequência na equipe titular do Santos. Para o duelo contra a Ponte Preta, em Campinas, no próximo dia 12, o volante já deixou claro que a posição de titular a volta ser de Renato, recuperado de entorse no tornozelo.

"Renatinho vai voltar né (risos). Tem que esperar", declarou o volante que pode enfrentar a sua ex-equipe. Matheus Jesus se destacou pela Ponte no Campeonato Brasileiro do ano passado antes de ser negociado com o Estoril, de Portugal, e emprestado ao Santos.

"Não sei como vou ser recebido. O carinho que tenho pelo clube lá... Eu tenho um carinho muito grande por todos da Ponte. Mas, agora eu sou jogador do Santos, então tenho que dar o meu máximo, se eu entrar. Vou me dedicar ao máximo para ajudar o Peixe", disse.

O UOL Esporte havia revelado que Matheus Jesus se destacava nos treinamentos e que Levir Culpi não utilizava o volante pois o achava lento, sem dinâmica. O atleta confirmou a cobrança do treinador.

"O Levir me passou muita tranquilidade. Melhorei o que ele pediu para eu melhorar e entrei bem. Ele pediu para eu melhorar dinâmica, velocidade de jogo, eu estava sem ritmo, chegada na área. Com o tempo, dois meses, eu pude melhorar. Eu estava sem ritmo de jogo", concluiu.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos