Argentina fica no 0 a 0 com Peru em casa e pode depender de ajuda do Brasil

Do UOL, em São Paulo

  • Alejandro Pagni/AFP

    Messi lamenta chance desperdiçada pela Argentina contra o Peru

    Messi lamenta chance desperdiçada pela Argentina contra o Peru

A Argentina está em situação crítica para ir à Copa do Mundo de 2018. Nesta quinta-feira (5), o time comandado por Jorge Sampaoli não passou de um empate por 0 a 0 com o Peru, em plena La Bombonera, e agora está fora da zona de classificação ao Mundial. Para garantir uma vaga direta, pode até depender de uma "ajudinha" da seleção brasileira na última rodada das Eliminatórias.

Os argentinos estão em sexto, com 25 pontos – mesmo número do Peru, que leva vantagem no número de gols marcados. Na rodada final, Messi e companhia visitam o eliminado Equador em Quito, precisando vencer para pelo menos chegar à repescagem dependendo só de si mesmos.

Já para conseguir uma vaga direta entre os quatro primeiros colocados, além da vitória sobre o Equador, os argentinos têm que torcer contra o Chile (26 pontos), que enfrenta o Brasil no Allianz Parque, ou então por um empate entre Peru (25) e Colômbia (26) em Lima. 

Foi o terceiro empate da Argentina nas Eliminatórias em três jogos sob o comando de Sampaoli. O time ficou com a bola e criou várias chances, principalmente com Messi, mas errou demais na pontaria e novamente não conseguiu balançar as redes – é um dos piores ataques da competição, com apenas 16 gols em 17 jogos. A última Copa do Mundo sem a Argentina foi a de 1970.

Encaixotado, Messi tenta, erra e cria

Eitan Abramovich/AFP

O sistema de marcação do Peru fez o possível para deixar Messi sempre encaixotado entre três marcadores, e o camisa 10 argentino teve dificuldade para ter espaço perto da área. Também errou mais do que o normal, especialmente em um chute bizarro que saiu pela lateral. Mas foram do craque também as melhores jogadas da Argentina: um chute perigoso para fora após um drible seco e passes perfeitos para Benedetto, Gómez e Rigoni, que perderam chances na cara do gol. Ainda acertou uma bola na trave após rebote do goleiro.

Aposta de Sampaoli, xodó do Boca fracassa

Marcos Brindicci/Reuters

A maior surpresa de Sampaoli na escalação foi o atacante Darío Benedetto, em grande fase pelo Boca Juniors. Mas mesmo jogando em casa, na Bombonera, ele teve uma atuação muito fraca. Além de não conseguir dar sequência às jogadas, perdeu grandes chances de gol após belos passes de Messi: primeiro uma cabeçada para fora, e depois dois chutes cara a cara em cima do goleiro.

Argentina começa bem, mas sucumbe ao nervosismo

Os primeiros 15 minutos da Argentina foram de alto nível. Trocando passes em velocidade e envolvendo a marcação peruana, o time da casa pressionou e pareceu perto de abrir o placar. Mas a bola não entrou e o nervosismo logo tomou conta, com a equipe abusando de decisões erradas e jogadas individuais. Os volantes Biglia e Banega não contribuíram quase nada ofensivamente, obrigando Messi a buscar jogo muito longe do gol.

Peru assusta no contra-ataque

Marcos Brindicci/Reuters

Marcando de forma muito organizada, sem deixar espaço, o Peru ainda teve seus bons momentos no contragolpe. Na melhor chance, Trauco escapou pela esquerda e cruzou para Farfán, que antecipou a marcação e desviou para fora, perdendo chance inacreditável. No final, as escapadas ficaram mais perigosas. Uma delas foi parada com falta, que Guerrero bateu no capricho, mas parou em grande defesa de Romero.

Gago dura 7 minutos e mantém Dybala no banco

Com a Argentina buscando o gol, a segunda alteração de Sampaoli foi trocar um volante por outro: saiu Banega, entrou Gago, outro jogador do Boca Juniors. Mas o atleta, que já não estava 100% fisicamente, sentiu lesão poucos minutos depois de entrar em campo. Chorando, ele até tentou continuar, mas não conseguiu e foi substituído por Enzo Pérez apenas sete minutos depois de entrar. Com as três substituições queimadas, restou ao atacante Paulo Dybala assistir ao jogo todo do banco de reservas.

Sampaoli muda o time de novo

Alejandro Pagni/AFP

Em seu quinto jogo no comando da Argentina, o técnico Jorge Sampaoli decidiu remodelar o time novamente. Abandonou o sistema com três zagueiros e jogou com uma linha defensiva de quatro jogadores, com Mercado e Acuña nas laterais; Biglia e Banega foram os volantes, com Di María e Gómez abertos nas pontas. Já Messi ficou solto para circular e encostar no centroavante Benedetto, destaque do Boca Juniors e aposta do treinador para o jogo na Bombonera.

FICHA TÉCNICA

Argentina 0 x 0 Peru

Local: Estádio La Bombonera, Buenos Aires (Argentina)
Data: 05/10/2017
Horário: 20h30 (de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (Brasil)

Cartões amarelos: Biglia e Acuña (Argentina); Farfán, Tapia e Guerrero (Peru)

Argentina: Romero; Mercado, Otamendi, Mascherano e Acuña; Biglia e Banega (Gago, depois Enzo Pérez); Di María (Rigoni), Messi e Gómez; Benedetto. Técnico: Jorge Sampaoli

Peru: Gallese; Corzo, Araujo, Rodríguez e Trauco; Tapia (Aquino); Farfán (Polo), Peña (Cartagena), Yotún e Flores; Guerrero. Técnico: Ricardo Gareca

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos