No auge, Kaká recusou proposta de R$ 413 mi do City para seguir no Milan

Do UOL, em São Paulo

  • EFE/EPA/MATTEO BAZZI

    Kaká viveu um dos melhores momentos da carreira vestindo a camisa do Milan

    Kaká viveu um dos melhores momentos da carreira vestindo a camisa do Milan

Na época do auge no Milan, Kaká chegou a receber uma boa oferta para ser transferido para o Manchester City. Em entrevista à revista "Four Four Two", o brasileiro disse que já estava tudo acordado entre os times e que os ingleses pagariam 100 milhões de libras esterlinas (R$ 413 milhões de acordo com a cotação atual), mas ele decidiu recusar.

"Todos os números e detalhes contratuais já tinham sido discutidos. Os salários que me foram oferecidos eram muito maiores do que eu ganhava no Milan. Mas eu fiquei pensando como seria minha vida na Inglaterra, como seria complicado para meus filhos e minha esposa deixaram nossa casa. Nem sabia dessa proposta, porque eles foram direto no Milan", falou Kaká

"Então cheguei à conclusão de que não era o momento de ir para o City. E a principal razão foi a incerteza sobre a montagem do time", acrescentou.

Na época, o Manchester City estava remontando o elenco e os representantes do clube foram conversar diretamente com a diretoria do Milan sobre a transferência de Kaká. E o time italiano já estava convencido, mas o brasileiro ficou inseguro.

"Não ficou claro para mim como seria o elenco, não sabia se funcionaria. Estavam pedindo que eu trocasse um dos mais históricos e vencedores times da Europa por uma equipe que estava ainda no início de seu projeto. Era mais seguro ficar no Milan", contou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos