Sampaoli escala Argentina com Messi e sem Dybala: "Posições parecidas"

Do UOL, em São Paulo

  • Massimo Pinca/Reuters

    Dybala não será titular desde que tenha Messi entre os 11 principais

    Dybala não será titular desde que tenha Messi entre os 11 principais

O que Paulo Dybala adiantou no início do mês de setembro se concretizou. O atacante da Juventus não conseguirá fazer dupla com Lionel Messi na seleção da Argentina. O técnico Jorge Sampaoli disse que ambos os atletas têm características parecidas que podem conflitar em campo.

"Temos que trabalhar a situação de Paulo. Sabemos que no futuro podemos ter um complemento dele ao resto da equipe. Ele está, hoje, vinculado a uma posição que está se chocando (com a de Messi). São posições muito parecidas", disse o técnico em entrevista coletiva.

Em entrevista coletiva antes da partida entre Barcelona e Juventus, pela estreia da fase de grupos da Liga dos Campeões, o atacante admitiu que as semelhanças futebolísticas entre os dois dificultou um entrosamento na seleção argentina.

"Ele joga na minha posição e posso aprender muitas coisas dele: como ele interpreta o jogo, como ele pensa, como ele vê os movimentos dos companheiros. Isso pode me ajudar muito no futuro. É difícil jogar com ele porque jogamos na mesma posição, mas, em qualquer caso, tenho que me adaptar a ele e tenho que fazê-lo sentir-se confortável", disse Dybala.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos