Médico do Grêmio explica situação de Douglas: "Não houve falha pessoal"

Do UOL, em Porto Alegre

  • Lucas Uebel/Divulgação Grêmio

    Meia Douglas corre durante treino do Grêmio, mas só volta a jogar ano que vem

    Meia Douglas corre durante treino do Grêmio, mas só volta a jogar ano que vem

O médico do Grêmio, Márcio Bolzoni, explicou o ocorrido com Douglas, que passará por uma nova cirurgia no joelho esquerdo após o rompimento do enxerto colocado na operação realizada em fevereiro para reconstrução dos ligamentos do local. Segundo ele, não houve qualquer descuido na recuperação.

Douglas teve confirmada na quinta-feira (05) a realização de uma nova cirurgia após o rompimento do enxerto utilizado no procedimento inicial. Mas segundo o médico tricolor não há qualquer relação disso com a forma física do jogador ou mesmo o procedimento adotado.

"Possivelmente não. O atleta cumpriu todas as etapas da forma que lhe foi recomendado. Nós acreditamos que não houve uma boa integração do enxerto. Isso é uma coisa prevista na medicina em todos os casos que são operados, um certo número pode acontecer de não se revascularizar, não se integrar e não adquirir a resistência prevista. Acreditamos que foi isso e não há nenhuma forma pessoal do atleta ou de reabilitação. É biológica", disse.

Agora o jogador terá uma situação diferente. Será uma correção de rumos para colocá-lo em condições de entrar em campo no ano que vem.

"Será colocado outro enxerto, outra característica para casos em que houve falha de uma primeira cirurgia", afirmou.

O UOL Esporte apurou com pessoas próximas a Douglas que ele sequer cogita a aposentadoria. Aos 35 anos, ele completará um ano sem conseguir disputar uma partida oficial sequer, mas ganha motivação com apoio recebido e quer retomar posto relevante no elenco gremista.
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos