Relatório afirma que há risco de Qatar não receber Copa, diz TV; país nega

Do UOL, em São Paulo

  • Qatar's Supreme Committee for Delivery & Legacy/Handout via REUTERS

    Primeiro estádio para a Copa do Mundo de 2022 já está pronto

    Primeiro estádio para a Copa do Mundo de 2022 já está pronto

De acordo com reportagem da emissora britânica "BBC", relatório confidencial sobre os riscos da Copa do Mundo de 2022 diz que existe o risco de o Qatar não sediar a competição. O país, por sua vez, nega que a possibilidade exista.

O estudo, realizado pela Cornestone Global, coloca a crise diplomática entre o Qatar e seus vizinhos como principal ameaça para a Copa do Mundo. Por isso, considera o projeto de 153 bilhões de libras (R$ 629,5 bilhões) um "projeto de alto risco".

Além disso, o relatório diz que especialistas na Copa do Mundo de 2022 e no Oriente Médio afirmam que não há certeza quando à capacidade do Qatar de sediar a competição.

"Fontes de construção no Qatar nos informaram que empresas que trabalham na Copa do Mundo, enquanto ainda não entraram em pânico, já sentem o impacto das sanções, com a logística se revelando dispendiosa e desafiadora para se reorganizar à luz dos fechamentos da fronteira com seus vizinhos", diz o relatório.

Questionado sobre a possibilidade, o comitê organizador da Copa de 2022 emitiu nota acusando os criadores do relatório de quererem criar dúvidas em relação à capacidade do Qatar.

"A intenção de criar dúvida a respeito do torneio ao tentar causar ressentimento entre cidadãos do Qatar e a ansiedade entre empresas e residentes estrangeiros é tão transparente quando risível. Apesar do título ambicioso deste relatório, não há absolutamente nenhum risco para o futuro da primeira Copa do Mundo no Oriente Médio", afirma a entidade.

Como resposta ao comunicado, a Cornestone Global diz que o relatório é baseado em "extensa pesquisa" e diz que não foi patrocinado por nenhum governo ou empresa.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos