Com promessa de CT, presidente de escola de samba lança chapa contra Eurico

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Bruno Braz / UOL Esporte

    Fernando Horta lançou sua candidatura à presidência do Vasco

    Fernando Horta lançou sua candidatura à presidência do Vasco

Presidente da escola de samba Unidos da Tijuca, Fernando Horta trocou a avenida e colocou sua agremiação para desfilar neste sábado em prol de sua candidatura à presidência do Vasco. Com gritos de "fora, Eurico", bateria, mulatas, ex-jogadores, personalidades da política cruzmaltina, globais - como os atores Miguel Falabella e Nelson Freiras - o empresário de 65 anos lançou sua chapa "Mudança com Segurança" e fez promessas de renovação total em relação à gestão de Eurico Miranda além da construção de um centro de treinamento, museu, eleições diretas entre outras questões.

Diante de cerca de 500 pessoas no clube português Arouca, na Barra da Tijuca (RJ), Fernando Horta demonstrou arrependimento em ter apoiado Eurico Miranda e feito parte da atual administração (como vice-geral).

"Eu fico triste de ver a situação do Vasco de 2000 para cá. Na última eleição era para eu ser candidato, mas em função de questões particulares abri mão e resolvi apoiar o Eurico. E foi um dos grandes erros da minha vida. E estou querendo me recuperar disso", declarou.

Chamado de "omisso" por Eurico durante a semana, Horta respondeu em tom duro: "Eu realmente fui omisso, fui omisso por não ter chamado a polícia. Nisso que eu fui omisso".

 

Marcaram presença José Luiz Moreira, ex-vice de futebol de Eurico Miranda, Otto Carvalho, atual presidente do Conselho Fiscal, entre outras figuras conhecidas da política do clube.

Os ex-jogadores Sorato, Luizinho, Acácio, Hernane e Dé Aranha foram convidados ao palco. Aranha foi quem teve a palavra e revelou, por exemplo, que já está há mais de um ano proibido de frequentar São Januário como comentarista da Rádio Globo por Eurico.

Na sequência, os projetos da chapa foram divulgados nos telões e se destacaram a promessa de construção de um centro de treinamento, de um museu, a implementação de catracas com biometria no estádio e mudança para eleições diretas, sem ter que passar em seguida por um pleito entre os conselheiros.

O grande benemérito e empresário Jorge Salgado teve seu apoio anunciado, mas não pôde comparecer em função do falecimento de seu sobrinho, o que gerou um minuto de silêncio no local.

Finalizou o evento o menino Henrique, de 8 anos, que viralizou no internet por puxar um "casaca" em seu aniversário temático do Barcelona. Ele teve a honra de convocar o tradicional cântico e foi acompanhado pelo público.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos