Neymar e pai deixam de ser sócios do Barcelona, diz jornal

Do UOL, em São Paulo

  • AFP PHOTO / JACQUES DEMARTHON

Em meio a um imbróglio judicial com o Barcelona, Neymar e seu pai deixaram de ser sócios do clube espanhol. De acordo com o jornal "Mundo Deportivo", a dupla tomou a atitude quase no mesmo dia em que não se chegou a um acordo com os espanhóis sobre o processo envolvendo o atacante.

Na última segunda-feira (2), o Barcelona e os representantes de Neymar não entraram em acordo durante o ato de conciliação realizado em um tribunal da cidade catalã. Dessa maneira, o processo movido pelo clube espanhol seguirá.

Neymar foi vendido para o PSG na janela de transferências do futebol europeu por 222 milhões de euros (R$ 822,1 milhões, na cotação atual), recorde na história do futebol mundial. A saída do brasileiro fez com que o Barcelona entrasse com ação trabalhista contra o jogador.

O clube catalão cobra de volta parte da cláusula de renovação com Neymar por acreditar que foi vítima de descumprimento de contrato. Assim, o Barça requere 8,5 milhões de euros (R$ 31,9 milhões), mais 10% adicionais de juros.

Quatro dias após ser alvo da ação, Neymar apresentou à Fifa processo contra o ex-clube, exigindo a segunda parte do prêmio de renovação por seu último contrato com o Barcelona. Os catalães depositaram o valor em juízo esperando o desfecho do imbróglio. Com a falta de acordo no ato de conciliação, o atacante vai manter a ação.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos