Nova promessa do Grêmio está no clube há uma década e é 'case de sucesso'

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

  • Lucas Uebel/Grêmio

    Jean Pyerre está no Grêmio desde os 9 anos e estreou com titulares no domingo

    Jean Pyerre está no Grêmio desde os 9 anos e estreou com titulares no domingo

Jean Pyerre, 19 anos, é a nova promessa do Grêmio promovida ao elenco principal. O meia-atacante faz parte do grupo de jovens que tem recebido chance com Renato Gaúcho ao longo da temporada, mas se diferencia dos demais nomes por uma peculiaridade: está no Tricolor desde os primeiros passos na carreira. No clube há dez anos, ele é apontado como um case na formação de atletas. Um exemplo a ser seguido na lapidação de talentos.

Meia recuado para a função de volante e depois meia-atacante, Jean Pyerre pulou do time de transição para o grupo principal no segundo semestre de 2017. A fama de "joia", no entanto, existe há tempos.

Internamente, ele estava acima de nomes como Arthur e Patrick na relação daqueles jovens que poderiam estourar. O volante virou titular ainda no primeiro semestre e chegou à seleção brasileira de Tite em menos de um ano. Já o meia-atacante é concorrente a uma das trocas que o Grêmio fará na lista de inscritos para a semifinal da Copa Libertadores.

"Não vou mentir, eu estava impaciente por isso [promoção ao elenco principal]. O jogador quer estar sempre no melhor lugar, independentemente da idade, mas falaram bastante comigo. E eu sabia que minha hora estava chegando", disse o jovem à Rádio Grenal.

Do alto de seu 1,87m, Jean Pyerre é elogiado por se assemelhar bastante ao estilo de jogo de Luan. O corpo magro, a técnica apurada e o controle da bola rendem comparações há meses.

"Observo bastante o Luan, até por ser bem parecido o nosso jogo. Tocar a bola, se apresentar, ir até a bola. Eu vou até os zagueiros buscar a bola, o pessoal até fala para não recuar tanto, mas gosto de ter a bola no pé para fazer ela andar", contou Jean Pyerre.

Para os funcionários da base do Grêmio, JP é um exemplo. Captado ainda na Escola de Futebol, ele foi subindo de categoria e evoluindo física e tecnicamente. Foi convocado para a seleção brasileira sub-17 em 2014 e no ano seguinte liderou o time na conquista do Gauchão. Junto com os dribles, passes e chutes, Jean Pyerre entrou um programa especial para ganhar peso.

"A gente procura trabalhar bem. Desde alimentação até trabalho de mobilidade. Tudo para crescer e não ficar meio mangolão. O pessoal fala bastante da alimentação para ter boa parte física e por eu ter dificuldade nisso [ganhar peso]", comentou.

Diante do Fluminense, ele fez a estreia ao lado dos titulares do Grêmio na vaga de Patrick, antigo companheiro de base e agora concorrente por um lugar ao sol no principal. Nas próximas semanas, Jean Pyerre deve ser relacionado mais vezes. E o plano é mostrar serviço para fazer a pré-temporada com os 'cascudos' exatos 11 anos depois de entrar no clube.

Para o Grêmio, a ascensão do meia é perfeita. O histórico dele, aliado ao perfil de jogo, casa com o plano de dar mais vazão aos atletas da base. A política de formação de atletas tem se tornado carro-chefe na Arena ao longo de 2017. Jean Pyerre, o case de sucesso, agradece.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos