#OInterNãoDorme: Como uma frase sem sentido virou febre na torcida do Inter

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

Você pode não ter entendido bem a razão ou o que ela significa, mas em algum momento nas redes sociais deve ter passado o olho pela hashtag #OInterNãoDorme. A frase, de autor desconhecido e aparentemente sem significado maior, virou febre entre os torcedores do Colorado, foi abraçada pela comunicação do clube e virou um canal de interação com os torcedores.

Não há um registro exato de onde a frase veio ou quem a criou. O próprio setor de comunicação do Inter procurou o autor e todas as respostas recebidas foram inconclusivas. Mas ao ver que os torcedores falavam sobre o tema ainda prematuramente, o clube resolveu aderir.

Tudo começou, de forma oficial, quando, em 13 de setembro, o presidente do clube, Marcelo Medeiros, respondeu um torcedor no Twitter repetindo a frase. "O Inter não dorme", postou ele quando o aficionado o tinha mandado dormir. Deste dia em diante, o clube abraçou o dizer.

Depois do jogo contra o Figueirense, no dia 16, o Colorado havia atingido a liderança do Brasileiro da Série B. Aproveitou a onda para brigar e postou: "Com essa vitória, vamos dormir na liderança. Opa! O Inter não dorme". O tweet teve quase 5 mil curtidas e passou de 2,5 mil retweets.

Durante a madrugada o perfil oficial do Inter no Twitter ficou interagindo com os torcedores usando sempre a hashtag. "O Inter não dorme" virou um dos assuntos mais falados naquele dia. Foi segundo no Brasil, perdendo apenas para o Rock In Rio e batendo o UFC. Na manhã seguinte, a contagem ultrapassava os 15 mil comentários utilizando a hashtag sobre a "insônia" do clube.

Reprodução

Em seguida foi a vez de os jogadores participarem. Victor Cuesta, Edenílson, Camilo, D'Alessandro, Nico López, Léo Ortiz, Danilo Fernandes... Todos participaram de vídeos ou manifestações nas redes sociais utilizando os dizeres. O presidente do clube fez o mesmo e a frase virou moda.

"O Inter não dorme" virou uma forma de interagir diretamente com os aficionados. 'É legal, sim. Uma forma do clube se aproximar da torcida numa linguagem mais leve. Eu gostei", disse o volante Rodrigo Dourado.

A frase aparentemente não tem grande relevância, mas embala os aficionados vermelhos na busca de retornar a elite. Até lá, nenhum descanso. Afinal...

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos