Praticamente fora da Copa, Gana pede anulação de partida após erro de juiz

Do UOL, em São Paulo

  • Divulgação/GFA

Após o polêmico empate por 0 a 0 contra Uganda, a Associação de Futebol de Gana (GFA) enviou um protesto à Fifa e pediu a anulação da partida válida pelo grupo E das eliminatórias africadas da Copa do Mundo de 2018. O motivo da revolta são os erros da arbitragem.

"O Sr. Bennett (árbitro do jogo) e seus auxiliares anularam um gol legal de Gana aos 93 minutos (48 do segundo tempo), e o replay da TV mostrou que foi legal. O árbitro também não marcou um pênalti para Gana no começo do segundo tempo quando Frank Acheampong foi derrubado dentro da área", diz o comunicado emitido pela GFA.

"A GFA, respeitosamente, pede à Fifa que considere a possibilidade de realizar novamente a partida para fazer justiça sem medo ou favor", finaliza a nota.

Com o empate sem gols, Gana ficou com seis pontos na terceira posição da chave e está praticamente fora da Copa – Uganda está em segundo com oito pontos. Apenas o primeiro colocado do grupo garantirá uma vaga no Mundial, e o Egito, líder com nove pontos, pode carimbar seu lugar na Rússia se vencer o Congo, lanterna com um ponto, neste domingo (8), em casa.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos