Grêmio recusou R$ 25 milhões e ainda quer lapidar talismã do time

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

  • Lucas Uebel/Gremio FBPA

    Everton, 21 anos, despertou interesse de time russo na recente janela de transferências

    Everton, 21 anos, despertou interesse de time russo na recente janela de transferências

O Grêmio poderia ter negociado outro jogador, que não Pedro Rocha, na recente janela de transferências da Europa. Entre as ofertas por Luan e o negócio fechado junto ao Spartak Moscou, o clube gaúcho recebeu contato de interessados em Everton. Aos 21 anos, o meia-atacante já esteve no radar do Manchester City e goza de ótimo prestígio no mercado.

Segundo apurou o UOL Esporte, houve sinalização de proposta inicial de 7 milhões de euros (R$ 25 milhões na cotação atual) por Everton e o Grêmio disse 'não'.

O plano na Arena era lucrar com a saída de algum jogador na janela, mas Everton não estava no topo da lista. O nome prioritário era Luan e depois vinha Pedro Rocha. O camisa 32 acabou assinando com o Spartak e se tornou a maior venda da história do Grêmio.

Everton rendeu mais de uma sondagem aos dirigentes do Grêmio e pelo menos uma com tom mais concreto. Um destes clubes era da Rússia, mas também houve contato da Itália e Espanha. Tudo no recente período de transações internacionais no velho continente.

Os dirigentes refutaram a saída pelo status do jogador e pela espécie de hierarquia interna para transferências. Em resumo, o clube gaúcho quer esperar e lapidar mais o jovem camisa 11 que tem rótulo de talismã no elenco de Renato Gaúcho.

O status pintou depois do desempenho na campanha do pentacampeonato da Copa do Brasil, no ano passado. Foi de Everton o gol diante do Palmeiras, nas quartas de final, que garantiu vaga para duelo contra o Cruzeiro. E na decisão, contra o Atlético-MG, ele também marcou.

Com boa técnica e extremamente rápido, Everton é natural do interior do Ceará e assinou com o Grêmio em 2012. Dois anos mais tarde estreou no time profissional e em 2015 passou a ser peça recorrente nos jogos do elenco principal. Com Roger Machado virou titular, mas oscilou e perdeu espaço justamente para Pedro Rocha.

Na próxima janela, o assédio a Everton deve se manter e sustentado por números. Ele é, ao lado de Ramiro, o jogador que mais atuou pelo Tricolor na temporada (48 partidas) e soma nove gols marcados.

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos