Já classificada, Alemanha goleia Azerbaijão e termina com melhor campanha

Do UOL, em São Paulo

  • Kai Pfaffenbach/Reuters

    Jogadores da Alemanha comemoram gol de Emre Can contra o Azerbaijão

    Jogadores da Alemanha comemoram gol de Emre Can contra o Azerbaijão

Classificada com uma rodada de antecipação para o Mundial de 2018 na Rússia, a Alemanha goleou por 5 a 1 o Azerbaijão, já eliminado, neste domingo (8), em Kaiserslautern, e se firmou como a melhor campanha das eliminatórias europeias.

Com a vitória, os campeões da Copa-2014 mantiveram o 100% de aproveitamento no Grupo C. Foram dez vitórias em dez partidas, somando 30 pontos. Os alemães também têm o melhor ataque da competição com 43 gols marcados.

No quesito pontuação, eles só podem ser alcançados pela Suíça, que enfrenta Portugal pela liderança do grupo B no estádio da Luz, em Lisboa, nesta terça (10).

Nas outras partidas, neste domingo (8), da mesma chave da Alemanha, a República Tcheca goleou San Marino por 5 a 0. As duas seleções já estão desclassificas. Já a Noruega, também eliminada, venceu por 1 a 0 a Irlanda do Norte (2º lugar do grupo), que, apesar do revés, garantiu lugar na repescagem.

De calcanhar, na gaveta

A Alemanha não tardou para abrir o placar. Após cobrança de escanteio, aos 8 min da primeira etapa, a bola sobrou para Goretzka de costas para a meta do Azerbaijão. Sem muita cerimônia, o meio campista finalizou do jeito que estava para fazer um gol de placa. O jogador acertou o ângulo, chutando, com força, de calcanhar.

Sheydaev, filho do vento

O Azerbaijão, que fez um bom primeiro tempo, apesar de sofrer a goleada, deixou sua marca de honra aos 35 min da etapa inicial. Em um contra-ataque, Sheydaev partiu em velocidade do meio de campo, marcado pelo zagueiro alemão Mustafi. E de repente, o defensor caiu, sentindo dores.

O atacante azeri continuou o lance, invadiu a área adversária e driblou o goleiro Bernd Leno para fazer fazer outro belo gol e devolver a igualdade ao placar.

Depois do empate, Mustafi teve que deixar o campo, machucado. O zagueiro, que joga na Inglaterra pelo Arsenal, saiu para a entrada de Ginter, do Borussia Mönchengladbach.

Foi a segunda substituição realizada pelo técnico Joachim Löw ainda no primeiro tempo. Antes, ele havia trocado, também na defesa da Alemanha, Süle, que sentiu dores no joelho, pelo zagueiro Rüdiger.

Wagner tenta, tenta e faz

No primeiro tempo, o atacante Sandro Wagner perdeu não uma ou duas, mas três chances claras de gol. Ele só conseguiu contribuir com o placar na segunda etapa.

Aos 30 min do primeiro, foram duas tentativas seguidas. Müller tabelou com Stindl, que recebeu de volta na direita da área e cruzou rasteiro. Wagner bateu de primeira, livre na linha da pequena área, mas a bola desviou no goleiro Agaev. Na volta, o rebote foi direto no joelho do camisa 9 da Alemanha e saiu pela linha de fundo.

Pouco tempo depois, aos 36 min do primeiro tempo, o alemão ganhou a disputa no ar, após um cruzamento vindo da direita, e cabeceou com muito perigo. O arqueiro azeri, porém, fez uma grande defesa e frustrou outra tentativa de o atacante marcar.

Aos 9 min da etapa final, Wagner finalmente deixou o dele. Ele recebeu um cruzamento na segunda trave para Sandro Wagner e cabeceou contra a meta adversária. Depois de cruzar a linha, a bola ainda foi afastada pelo zagueiro azeri Abishov, mas, com a ajuda da tecnologia em vídeo, o árbitro da partida confirmou o gol.

Zagueiro e meias confirmam goleada

O zagueiro Rüdiger e os meio-campistas Goretzka (de novo) e Emre Can tornaram a goleada a vitória em que a Alemanha já mostrava superioridade ante os adversários.Aos 18 min do segundo tempo, o defensor alemão ampliou a diferença para 3 a 1, subindo mais alto do que os adversários para completar de cabeça, cruzado, após cobrança de escanteio.

Na sequência, aos 20 min, o Azerbaijão errou um passe na saída de jogo da defesa, e Brandt roubou a bola e tocou na área para Sané, que cruzou rasteiro. Goretzka chegou antes dos rivais e finalizou de primeira para ampliar para 4 a 1.

Para fechar o caixão, Emre Can, do meio da rua, recebeu passe aos 35 min com muito espaço, de frente para a meta adversária. De longe, ele chutou com muita força, sem chance de defesa para o arqueiro Agaev. Com a goleada no placar, a Alemanha apenas administrou a vantagem.
 

FICHA TÉCNICA
ALEMANHA 5 X 1 AZERBAIJÃO

Data: 08 de outubro de 2017, domingo
Horário: 15h45 (de Brasília)
Local: Fritz-Walter-Stadion, em Kaiserslautern (Alemanha)
Motivo: eliminatórias europeias da Copa do Mundo
Árbitro: Andris Treimanis (Letônia)
Assistentes: Haralds Gudermanis (LET), Aleksejs Spasjonnikovs (LET) e Aleksandrs Golubevs (LET)
Cartões amarelos: Richard Almeida (AZE)
Gols: Goretzka (ALE) x 2, aos 8 min do 1º T e aos 20 min do 2º T; Sheydaev (AZE), aos 35 min do 1º T; Wagner (ALE), aos 9 min do 2º T; e Rüdiger (ALE), aos 18 min do 2º T; Emre Can (ALE), aos 35 min do 2º T;

ALEMANHA
Leno; Kimmich, Mustafi (Ginter), Sülle (Rüdiger); Emre Can, Sané, Goretzka, Brandt; Sandro Wagner, Stindl, Thomas Müller (Younes)
Técnico: Joachim Low

AZERBAIJÃO
Agaev; Mirzabekov, Guseynov, Abishov, Tamkin Khalilzade; Garayev, Amirguliev, Richard, Izmailov (Gurbanov), Huseynov (Nazarov); Sheydaev (Aleskerov)
Técnico: Robert Prosine?ki

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos