Técnico da Escócia culpa "genética pequena" por perda de vaga na Copa

Do UOL, em São Paulo

  • Reuters/Andrew Boyers

A Escócia chegou a ficar perto de uma vaga na repescagem das eliminatórias europeias para a Copa do Mundo de 2018. Porém, com o empate por 2 a 2 contra a Eslovênia, neste domingo (8), a seleção acabou na terceira posição do grupo F e está eliminada. Após a partida, o técnico Gordon Strachan culpou a "genética pequena" da equipe pela perda da vaga no Mundial da Rússia.

"Geneticamente, estamos para trás. Nas últimas eliminatórias, éramos o segundo menor país, à frente apenas da Espanha. Nós temos que montar um time para combater o tamanho e a força durante as jogadas. Geneticamente, temos que trabalhar em algumas coisas. Talvez, a gente possa juntar homens e mulheres grandes e ver no que dá, mas é um problema para a gente, porque temos que brigar mais por cada bola e pular mais alto que qualquer outro time", disse o treinador.

O treinador ainda não sabe se continuará no cargo, mas não deixou de elogiar a postura dos escoceses durante as eliminatórias. "Durante esses 90 minutos e também no último ano, foi uma honra trabalhar com esses jogadores. Obviamente é um momento decepcionante. Quando você vê este time ao final do jogo, eu não acho que já vi um grupo de jogadores que tenha ficado exausto e desapontado", afirmou.

A equipe escocesa terminou com os mesmos 18 pontos da Eslováquia, mas acabou na terceira posição da chave por conta do saldo de gols: 5 contra 10. A Inglaterra ficou na primeira colocação do grupo com 26 pontos e garantiu a vaga direta na Copa do Mundo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos