Cruzeiro sonha com Mattos, mas fica perto de ídolos para gestão de futebol

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Cesar Greco/Ag. Palmeiras

    Alexandre Mattos é o sonho de Itair Machado para a direção de futebol do Cruzeiro

    Alexandre Mattos é o sonho de Itair Machado para a direção de futebol do Cruzeiro

A nova diretoria do Cruzeiro corre contra o tempo para substituir a equipe de Bruno Vicintin, desfeita com a sua renúncia ao cargo de vice de futebol.

Novo responsável pelo futebol na Toca da Raposa II, Itair Machado é quem estudar as mudanças no departamento. O sonho do ex-presidente do Ipatinga é contar com Alexandre Mattos na vaga de Klauss Câmara, atual diretor-executivo.

O contrato com o Palmeiras até dezembro de 2018 e o respaldo de Mauricio Galiotte, presidente do Verdão, e da Crefisa, investidora, são grandes obstáculos para um possível retorno do cartola à Toca da Raposa II.

Ciente dos empecilhos para tirar Mattos da Academia de Futebol, Itair trabalha com outro nome: Marcelo Djian.

Zagueiro do Cruzeiro entre 1998 e 2001, Djian aparece como possível reforço para os bastidores do clube. O antigo defensor agrada à atual cúpula e é uma forte opção para o cargo de executivo. Em uma lista de preferências, ele só está atrás de Alexandre Mattos, tido como um sonho distante pela própria cúpula.

Djian trabalhou como um observador do Olympique Lyonnais, da França, no Brasil durante os últimos anos. A facilidade para atuar no mercado é um fator preponderante para a sua aceitação na Toca da Raposa II.

Ídolo é cotado para gerência

UOL
Juan Pablo Sorin é cotado para assumir gerência de futebol do Cruzeiro

O Cruzeiro se preocupa com outro cargo do departamento de futebol. A vaga de Tinga, antigo gerente do time, também está em aberto. A ideia da cúpula é preencher esta lacuna com outro ex-jogador do clube.

Juan Pablo Sorín defendeu as cores do Cruzeiro em três oportunidades - 2000/2002, 2004 e 2008/2009. Com residência fixa no Brasil desde a aposentadoria, o antigo lateral esquerdo pode se tornar gerente de futebol da equipe.

O argentino ainda não tem experiência no cargo, mas é querido por atletas, torcida e diretoria. Embora esteja cotado para se tornar cartola, Sorín atuou como comentarista da ESPN Brasil nos últimos anos. Ele encerrou seu contrato com a emissora em 2017.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos