Ederson titular mostra que Cássio x Vanderlei define só 3ª opção de Tite

Danilo Lavieri e Dassler Marques

Do UOL, em São Paulo

  • Rafael Ribeiro/CBF

    Ederson trocou o Benfica pelo City por quase R$ 150 milhões

    Ederson trocou o Benfica pelo City por quase R$ 150 milhões

A maior polêmica recente das convocações de Tite para a seleção brasileira foi o fato de Vanderlei, goleiro do Santos, ter perdido uma disputa direta com Cássio, do Corinthians. O jogo desta terça, contra o Chile, no entanto, mostra que o "epicentro" de uma das maiores discussões da era Tite, ao que tudo indica, era apenas a briga para saber quem será o terceiro goleiro do Brasil na Copa do Mundo de 2018. 

Os questionamentos sobre o tema chegaram a deixar o treinador incomodado, especialmente pelo fato de poucos entenderem o motivo de o santista não ter ido para as listas apesar do ótimo ano que vive na Vila Belmiro. Tite já sinalizou que terá Alisson como titular de sua meta e, nesta terça, decidiu dar uma chance a Ederson, hoje titular do Manchester City. Cássio, que em tese deveria dar espaço para a entrada do santista, ficará apenas como a terceira opção.

Embora ainda não tenha atuado, Ederson já tem o nome entre os praticamente garantidos na luta por uma vaga no Mundial. Essa vai ser a primeira vez que um goleiro diferente de Alisson inicia uma partida oficial na Era Tite. Antes, Diego Alves e Weverton já haviam recebido chance em amistosos, mas a dupla parece ter perdido espaço e não figurou nas últimas listas.

Ederson tem sido chamado com frequência e ainda recebe diversos elogios por saber sair jogando com o pé, tornando-se uma alternativa caso a seleção opte por um estilo de jogo que exija melhor saída de bola. Um dos goleiros mais caros da história do futebol, ele vive momento de prestígio na Europa. O Manchester City atendeu o pedido de Josep Guardiola e desembolsou quase R$ 150 milhões para tirá-lo do Benfica.

A segurança, a agilidade debaixo das traves e a ótima reposição de bola – tanto com os pés quanto com as mãos – também conquistaram a comissão técnica da seleção brasileira e, especialmente, o preparador de goleiros da seleção: Taffarel.

BRASIL x CHILE

Data/Hora: 10/10/2017, às 20h30
Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP)
Arbitragem: Roddy Zambrano, auxiliado por Christian Lescano e Byron Romero (todos do Equador)

BRASIL: Ederson; Dani Alves, Miranda, Marquinhos e Alex Sandro; Casemiro; Coutinho, Paulinho, Renato Augusto e Neymar; Gabriel Jesus. Treinador: Tite

CHILE: Bravo; Isla, Medel, Jara e Beausejour; Francisco Silva, Pablo Hernández e Aránguiz; Valdívia; Alexis Sánchez e Eduardo Vargas. Treinador: Antonio Pizzi

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos