São Paulo vai convocar reunião para diretor esclarecer mesada

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

  • Thiago D. Rodrigues/Fotorua/Estadão Conteúdo

    Pinotti deverá ser convocado para esclarecer sua relação com Alan Cimerman

    Pinotti deverá ser convocado para esclarecer sua relação com Alan Cimerman

Os bastidores políticos do Morumbi continuam agitados. Grupos de oposição do São Paulo protocolaram nesta terça-feira um pedido de reunião extraordinária. A ideia é que o diretor executivo de futebol, Vinicius Pinotti, esclareça a sua relação com o ex-gerente de marketing, Alan Cimerman, e as mesadas que foram dadas a ele entre entre abril de 2016 e fevereiro de 2017, como revelou o UOL Esporte.

"Foi uma iniciativa de alguns grupos da oposição, com o intuito de esclarecer notícias veiculadas pela imprensa do envolvimento de Alan Cimerman com o São Paulo, e pretendemos fazer isso dentro das normas do novo estatuto", disse o conselheiro Dorival Decoussau.

Segundo o estatuto do clube, o presidente do Conselho Deliberativo deve analisar a petição e convocar a reunião em até 30 dias. Para tanto, é necessário que o documento entregue nesta terça tenha ao menos 50 assinaturas de conselheiros - de acordo com a oposição, mais de 55 assinaturas foram colhidas. Essa é a segunda petição feita nesta ano pela oposição. O presidente do clube, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, e Pinotti já falaram sobre a demissão do técnico Rogério Ceni. 

"Ainda não tive acesso a tal documento. Caso não tenha problemas formais e atenda ao previsto no estatuto são 30 dias para marcar a reunião", afirmou Pupo.

De acordo com os documentos obtidos pelo UOL Esporte, Pinotti, então diretor de marketing na época dos pagamentos, transferiu ao menos R$ 54.600,00 para o antigo funcionário. De acordo com as notas fiscais, os depósitos foram feitos pelo diretor à empresa Team Spirit, de Cimerman, no valor de R$ 9.100,00 cada.

Cimermam foi demitido por justa causa em agosto pelo suposto envolvimento em um esquema de venda irregular de ingressos e camarotes nos shows de U2 e Bruno Mars, que serão realizados no Morumbi em outubro e novembro. O caso está sendo apurado pela polícia e o Tricolor calcula que os compradores foram lesados em ao menos R$ 2 milhões. Pinotti, vale destacar, deixou o marketing para assumir o futebol em abril e não há nenhuma comprovação de que ele estivesse envolvido no esquema. Não há, da mesma forma, nenhuma indicação que o pagamento mensal a Cimerman tenha a ver com algum ato ilícito no marketing são-paulino.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos