Conheça Saint-Germain-en-Laye, cidade de origem do time de Neymar

João Henrique Marques

Do UOL, em Paris

A ânsia dos torcedores de futebol em Paris por uma grande equipe da cidade em 1970 levou à junção com um time vizinho de Saint-Germain-en Laye. Era a manobra para aproveitar a participação de uma equipe fundada em 1904 e presente na segunda divisão. A sigla PSG passou a ser adotada para representar a união, mas parece esconder a importância de uma pequena cidade vital para a grandeza do time de Neymar.

A parceria criada em 1970 com o Paris teve início arrasador com o acesso à primeira divisão na temporada de estreia, mas foi desfeita dois anos depois com um rebaixamento e o racha criado com a mescla de jogadores profissionais e amadores. O time da capital, com sua pequena estrutura, resolveu caminhar por conta própria - atualmente é o Paris F.C e atua na segunda divisão) e foi o Saint-Germain-en Laye, ainda com o nome PSG, que obteve o sucesso com conquistas nacionais nos anos 80 (Copa da França em 82 e Campeonato Frances em 86).

No rompimento, o Paris F.C ainda herdou o posto na primeira divisão com uma nova fusão com um time da capital francesa, o CA Montreuil. Já o PSG teve que recomeçar na terceira divisão. A estrutura, então, permitiu a profissionalização do clube e o alcance à divisão de elite foi justamente após duas temporadas, em 74. Ano em que o Paris F.C foi rebaixado para a segunda divisão.

O UOL Esporte foi ao centro de Saint Germain-en-Laye para conhecer a cidade e o fanatismo por clube. De cara, um bar do PSG (foto abaixo) já chama a atenção. É o orgulho de um povo marcado pelo futebol.

João Henrique Marques/UOL
A cidade fundada no século 10 está situada a cerca de 20 quilômetros a oeste de Paris. São cerca de 40 mil moradores em um dos municípios considerados da classe rica francesa, com média de gasto por habitante de 25 mil euros anual (cerca de R$ 95 mil). A área rural representa 75% da cidade.

O centro da cidade tem um vasto comércio, recheado de lojas de grife. Na França, é considerado o maior comércio de céu aberto do país. O bar do PSG tem a localização privilegiada, próximo ao castelo de Saint-Germain-en-Laye, o ponto alto do turismo no local.

"Aqui nós já tomamos café com o Rabiot (volante do PSG), mas os jogadores não costumam aparecer. Quem passa por aqui é o (treinador) Unai Emery. Esperamos a presença do Neymar para apresentarmos um pouco da origem do PSG", relata um freguês do bar do PSG.

João Henrique Marques/UOL
O bar do PSG é todo caracterizado com as cores do clube. As cadeiras levam os nomes dos jogadores do time e craques do passado como o sueco Zlatan Ibrahimovic. "Nós já estamos sendo cobrados para ter uma cadeira do Neymar, principalmente pelas crianças. Ele vai marcar o nome dele por aqui na cidade e certamente vai receber essa homenagem", comentou o garçom.

Saint-Germain-en Laye é o local de treinamento do PSG. Por conta disso, os jogadores moram em cidade vizinhas. O clube chegou a comprar diversas casas na região para facilitar hospedagem dos atletas. Atualmente, os imóveis são usados para a moradia de jogadores das categorias de base e do time feminino.

"Na França qualquer um sabe que Saint-Germain-en-Laye é o berço do PSG. Já era um time de elite há muito tempo e carregaram a honra disso. O sucesso do PSG vai mostrando isso aos poucos ao mundo", destacou Florent Tourchet, repórter do jornal francês "L'Equipe".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos