"Deus sabe o que faz", diz boliviano pivô de "tapetão" após queda do Chile

Do UOL, em São Paulo

  • Claudio Reyes/AFP

    Nelson Cabrera comemora após empate da Bolívia com o Chile

    Nelson Cabrera comemora após empate da Bolívia com o Chile

A não classificação do Chile para a Copa do Mundo de 2018 teve sabor especial para Nelson Cabrera. Escalado irregularmente pela Bolívia, o jogador do Bolívar foi pivô do "tapetão" que puniu os bolivianos após pedido dos chilenos, em processo que ajudou a eliminar os atuais campeões da Copa América.

Cabrera foi escalado irregularmente na vitória por 2 a 0 da Bolívia sobre o Peru e no empate por 0 a 0 contra o Chile. A Fifa decretou os adversários dos bolivianos vencedores das duas partidas por 3 a 0.

O Peru terminou as Eliminatórias com 26 pontos e se classificou para a repescagem; o Chile, que ficou com a mesma pontuação, se deu mal nos critérios de desempate e não tem mais chances de ir para a Copa.

Em outras palavras, se não fosse pelo processo, o Chile tinha terminado as Eliminatórias na frente do Peru.

"Deus sabe o que faz, e seus tempos são perfeitos", escreveu Cabrera, no Twitter, após a eliminação do Chile.

Depois da postagem, o jogador negou que suas palavras fossem uma indireta para os chilenos.

"Alguns meios de comunicação querem criar polêmica dizendo que me diverti com o Chile, e isso é uma mentira. Nunca zombaria da tristeza dos outros", afirmou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos