Mulher de Bravo acusa atletas do Chile de bebedeiras durante Eliminatórias

Do UOL, em São Paulo

  • Andre Penner/AP

    Goleiro do Chile Claudio Bravo tenta parar Neymar e Paulinho

    Goleiro do Chile Claudio Bravo tenta parar Neymar e Paulinho

A derrota por 3 a 0 para o Brasil que tirou o Chile da Copa do Mundo da Rússia gerou uma comoção na imprensa do país, atual bicampeão continental. Muito triste com a eliminação, a mulher do goleiro Claudio Bravo, Carla Pardo Lizana, acusou alguns jogadores chilenos de não levarem a sério as Eliminatórias.

"Quando colocam a camisa, tem que trabalhar com profissionalismo. Eu sei que a maioria deles deu tudo de si, mas outros foram em festas e até deixaram de treinar de tão embriagados que estavam. Quem sirva a carapuça a quem quiser e deixe de chorar. Agora, um país inteiro chora", escreveu Carla em sua conta oficial no Instagram.

Carla também exaltou a atuação do seu marido. "Obrigada, meu capitão América (Bravo) por tudo o que vivemos. Foi bonito, de fato. Te esperamos com os braços abertos, meu capitão", falou também.

Questionado sobre as declarações de Carla, Gary Medel rebateu: "Nunca vi um companheiro bêbado ou treinando bêbado. Eu nunca vi. Todos nossos companheiros que estão na seleção treinaram da melhor maneira", disse em entrevista à "Fox Sports". 

A derrota para o Brasil deixou o Chile com os mesmos 26 pontos do Peru, que acabou ficando com o quinto lugar e a vaga na repescagem contra a Nova Zelândia por ter melhor saldo de gols (1 contra -1).

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos