"O futebol deve uma Copa do Mundo a Messi", diz técnico da Argentina

Do UOL, em São Paulo

  • Juan Ruiz/AFP

    Messi comemora um dos gols contra o Equador

    Messi comemora um dos gols contra o Equador

O técnico da Argentina, Jorge Sampaoli, enalteceu Lionel Messi depois de o craque da seleção marcar os três gols que garantiram a vitória por 3 a 1 sobre o Equador, em Quito, e a vaga direta na Copa do Mundo de 2018 na Rússia.

"Eu disse ao grupo: Messi não deve um Mundial, o futebol que deve um Mundial a Messi. Pudemos ajudar para que o melhor jogador do mundo esteja na Copa", afirmou o treinador, de acordo com o site do jornal local Olé.

Eleito cinco vezes o melhor jogador do planeta, Messi convive com a pressão de nunca ter conquistado um título pela seleção principal de seu país natal. O camisa 10 atuou em três Copas do Mundo, tendo como melhor resultado o vice em 2014 no Brasil, e se não tivesse decidido o duelo na capital equatoriana poderia ver a da Rússia pela televisão.

"Seria ilógico que o torneio mais importante do futebol não tivesse Messi", disse Sampaoli sobre o drama que sua equipe e seu craque viveram. "Ele é o melhor jogador da história. Trabalhar num grupo perto dele me emociona", completou.

A vitória sobre o Equador deixou a Argentina na terceira posição das Eliminatórias, com 28 pontos. Apesar disso, a rodada desta terça não reservou só alegrias para Sampaoli. O Chile, pelo qual conquistou a Copa América de 2015, perdeu por 3 a 0 para o Brasil e ficou em sexto, com 26, fora até da repescagem.

"Fico um pouco triste por um grupo de jogadores que compartilhou comigo bastante tempo de competição. Imagino a cara de Vidal, de Aránguiz, de Alexis, dos jogadores que levaram o Chile muito acima. Vai doer, mas eles logo se levantarão porque têm muita personalidade e valentia", concluiu o técnico.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos