Com Paulinho titular, Barcelona supera expulsão de Piqué e bate Olympiacos

Do UOL, em São Paulo

  • Lluis Gene/AFP

    Jogadores do Barcelona comemoram gol do time contra o Olympiacos

    Jogadores do Barcelona comemoram gol do time contra o Olympiacos

Nesta quarta-feira (18), o Barcelona venceu o Olympiacos por 3 a 1, no Camp Nou, em jogo válido pela terceira rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões. Nikolaou, contra, Messi e Digne fizeram os gols dos mandantes na partida, que marcou a estreia de Paulinho como titular na competição europeia. O próprio Nikolaou descontou para os gregos. Para vencer, a equipe catalã teve de superar a expulsão de Piqué.

Ainda no primeiro tempo, quando o Barcelona vencia por 1 a 0, Piqué usou a mão direita para fazer um gol e foi advertido pelo árbitro. Como já havia levado cartão amarelo anteriormente, o defensor acabou expulso. Mesmo assim, o time espanhol contou com gol e assistência de Messi no segundo tempo tempo para deslanchar.

A partida teve como pano de fundo manifestações da torcida do Barcelona a favor da independência da Catalunha. Antes e durante o jogo, cartazes, cantos e até um mosaico foram utilizados com a reivindicação.

Haja água

AP Photo/Manu Fernandez

Pouco antes de a bola rolar para Barcelona x Olympiacos, choveu muito sobre o Camp Nou. Fotos tiradas mostram muita água escorrendo para as arquibancadas inferiores do estádio quando as equipes ainda nem estavam em campo. Quando o confronto foi iniciado, a precipitação ainda castigava os jogadores dos dois times. No entanto, a drenagem do campo não deixou o incidente prejudicar a qualidade da partida.

Estreia como titular

Albert Gea/Reuters

Pela primeira vez em sua carreira, Paulinho começou uma partida de Liga dos Campeões como titular. O brasileiro compôs o meio-campo do Barcelona com Busquets e Iniesta e mostrou as características de sempre, aparecendo constantemente como opção para cruzamentos na área. O volante teve um gol anulado no primeiro tempo após completar cruzamento de Iniesta, que estava impedido, e acertou uma cabeçada no travessão. O meio-campista jogou os 90 minutos.

Com dedo do técnico

Josep Lago/AFP

O Barcelona entrou em campo com uma novidade na formação tática. Messi, que costuma cair pela direita, ficou centralizado. Com isso, Suárez caiu mais pela esquerda, com Deulofeu aberto pela direita. No primeiro gol, o sistema funcionou: Busquets lançou Deulofeu pela direita, que cruzou na direção de Messi dentro da área. O zagueiro do Olympiacos Nikolau desviou contra o próprio gol e marcou contra, abrindo o placar para os catalães. Nesta temporada, cinco jogadores já fizeram gols contra a favor do Barça; só o camisa 10 argentino, com 15, fez mais pelo time neste período.

Gol anulado e expulsão

Ivan Alvarado/Reuters

Em mais uma jogada pela direita, Deulofeu foi acionado e cruzou para Piqué, que veio de trás e completou para o gol. O problema é que o zagueiro marcou usando a mão direita, e o árbitro anulou o lance após ajuda de seu assistente posicionado na linha de fundo. O defensor, que já tinha levado um amarelo, foi novamente advertido e acabou expulso. Foi seu primeiro cartão vermelho em 92 partidas pela Liga dos Campeões. Deulofeu, que fazia boa partida, teve de ser sacrificado para que a zaga fosse recomposta com a entrada de Mascherano no intervalo.

Com a marca do 10

Albert Gea/Reuters

No início do segundo tempo, Lionel Messi fez gol importante para deixar o Barcelona tranquilo na partida mesmo jogando com um a menos. Em cobrança de falta colocada, o astro argentino acertou bonito chute e marcou o segundo da equipe catalã no início da etapa final. Foi a 100ª vez que o camisa 10 marcou pela equipe em competições europeias.

Digno de festa

David Ramos/Getty Images

Após bela jogada de Messi pela direita, o Barcelona ampliou. O argentino driblou o marcador e tocou para trás. Digne, que ganhou uma chance como titular, bateu cruzado de canhota e fez o terceiro da equipe catalã na partida. O Olympiacos descontou já nos minutos finais, quando Nikolaou marcou aproveitando cobrança de escanteio.

Italianos na cola

Marco Tacca/Getty Images

No outro jogo do grupo D, a Juventus venceu o Sporting por 2 a 1. Alex Sandro marcou contra e abriu o placar para os portugueses, mas Pjanic e Mandzukic garantiram o triunfo de virada. Após três rodadas, o Barcelona lidera a chave com nove pontos, e os italianos aparecem em seguida com seis. O Sporting somou três, enquanto o Olympiacos continua zerada.

FICHA TÉCNICA

Barcelona 3 x 1 Olympiacos

Local: Camp Nou, Barcelona (Espanha)
Data: 18/10/2017
Horário: 16h45 (de Brasília)

Gols: Nikolaou (contra), aos 18 do 1º tempo, Messi, aos 18 do 2º tempo, Digne, aos 20 do 2º tempo, e Nikolaou, aos 44 do 2º tempo.
Cartões amarelos: Romao e Nikolaou (Olympiacos)
Cartão Vermelho: Piqué (Barcelona)

Barcelona: Ter Stegen; Sergi Roberto, Piqué, Umtiti e Digne; Busquets (André Gomes), Paulinho e Iniesta (Rakitic); Messi, Deulofeu (Mascherano) e Suárez. Técnico: Ernesto Valverde

Olympiacos: Proto; Elabdellaoui, Botía, Nikolaou e Koutris; Romao, Gillet (Djurdjevic) e Zdjelar; Carcela-González (Pardo), Androutsos e Odjidja-Ofoe (Fortounis). Técnico: Takis Lemonis

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos