Grafite é cobrado e explica crise no Santa: "jogador vindo treinar a pé"

Roberto Oliveira

Colaboração para o UOL, em Recife

O Santa Cruz empatou em 2 a 2 com o Oeste, na terça-feira (17), no Arruda, e estacionou cinco pontos atrás do primeiro time fora da zona de rebaixamento na Série B. Ídolo e referência no clube, o experiente Grafite foi cobrado por torcedores após a partida e disse que o atraso no pagamento dos salários é um dos principais motivos do mau momento.

"Nós estamos lutando, fazendo tudo que podemos, vocês sabem que a gente está fazendo tudo, mas a rapaziada está três meses e meio sem receber salário", explicou o camisa 23.

"Estamos lutando, não estamos fazendo de sacanagem, a gente ajuda todo mundo, tem jogador vindo treinar a pé, a situação é essa, a diretoria está chegando junto conosco também, mas é f...", continuou Grafite, entre gritos de cobrança de torcedores.

Há seis jogos sem vencer na Série B, o Santa vive grave crise financeira e vê o fantasma da terceira divisão cada vez mais próximo. O clube já chegou a disputar a quarta divisão, mas conseguiu se reerguer e retornar à elite do futebol nacional no ano passado, quando também conquistou a Copa do Nordeste.

Após campanha ruim na Série A, foi rebaixado novamente para a segunda divisão. Neste ano, começou bem a competição, disputando as primeiras posições da tabela, mas depois despencou, acumulou trocas de técnico e agora luta para evitar mais um rebaixamento, o que complicaria ainda mais a situação financeira do clube.

Nem mesmo a contratação de Grafite, um dos maiores ídolos da era moderna no Arruda, ajudou a amenizar a crise no tricolor. Além das vezes de jogador, o experiente atacante tem cumprido papel também de liderança no clube e já chegou, inclusive, a tirar dinheiro do bolso para ajudar funcionários do clube e colegas de vestiário. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos