Opositores se juntam no Corinthians e lançam candidatura à presidência

Ricardo Perrone

Do UOL, em São Paulo

  • Flávio Florido/UOL

    Citadini será candidato à presidência do Corinthians, com Stabile como vice

    Citadini será candidato à presidência do Corinthians, com Stabile como vice

Os opositores Antonio Roque Citadini e Osmar Stabile oficializaram nesta quarta um acordo para disputarem juntos a eleição presidencial do Corinthians em fevereiro de 2018. Pelo trato, Stabile desiste de sua candidatura para se lançar como 1º vice-presidente de Citadini. O 2º vice será Augusto Pereira de Melo, o Tio, ex-assessor das categorias de base do clube.

"Tentamos unir toda a oposição, mas não deu. Agora vamos trabalhar", disse Stabile, confirmando a união. Ele havia dito que uma composição entre os opositores seria a melhor forma de enfrentar a situação, caso Andrés Sanchez decidisse se candidatar. O ex-presidente ainda não formalizou sua candidatura, mas segundo aliados já definiu que tentará voltar ao cargo.

Romeu Tuma Júnior, que também faz parte da oposição tradicional no Parque São Jorge, descartou se unir aos dois colegas. Ele afirma que propôs uma união meses atrás, mas que os companheiros não aceitaram adotar seu programa de gestão, ainda que ele não tivesse cargo na diretoria.

Outro candidato já formalizado é Felipe Ezabella, ex-diretor de esportes terrestres na gestão de Sanchez. Sua chapa é formada por ex-membros do Renovação e Transparência, grupo de Andrés

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos