Mercado, Libertadores e volta de Perrella: Cruzeiro planeja temporada 2018

Enrico Bruno e Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Jaci Silveira/Cruzeiro

    Presidente eleito para triênio 2018-2020 já planeja próximo ano do Cruzeiro

    Presidente eleito para triênio 2018-2020 já planeja próximo ano do Cruzeiro

O processo de passagem de bastão no principal cargo do Cruzeiro já está em andamento. Eleito novo presidente para o triênio 2018-2020, Wagner Pires herdará o posto de Gilvan de Pinho Tavares e já começou o planejamento para sua gestão. Em entrevista ao UOL Esporte, o futuro mandatário revelou alguns de seus planos, comentou sobre a necessidade de contratações pontuais, o possível retorno de Perrella ao clube e o sonho de levantar o título que ainda falta para o clube: o Mundial de Clubes.

Pentacampeão da Copa do Brasil, ninguém esconde no Cruzeiro que o grande objetivo do clube no ano que vem é conquistar a América pela terceira vez e alcançar o título inédito do Mundial de Clubes. Para isso, Wagner Pires promete reforços pontuais, mas de peso para deixar o clube ainda mais forte. Recentemente, Itair Machado, seu homem de confiança, confirmou a tentativa frustrada, mas ousada de repatriar Lucas Moura, hoje no PSG. O lateral Rafinha, atualmente no Bayern de Munique, e o atacante Marcelo Moreno, do Wuhan Zall, da China, também estão no radar celeste.

"Temos um time praticamente pronto e precisaremos de reforços pontuais. Por nossas conversas preliminares, precisamos mesmo de um homem de referência de área. Teremos muitas competições em 2018 e precisamos ter uma equipe coesa, onde exista uma diferença pequena na qualidade dos jogadores eventualmente titulares e reservas. Serão muitas competições que iremos disputar e a Libertadores será a principal delas. Vencendo a Libertadores nos credenciamos a disputar o Mundial de Clubes, único título que ainda falta ao Cruzeiro", comentou.

Na última quarta-feira, outro passo importante foi dado no processo de transição. Wagner Pires esteve presente com Itair Machado, seu vice de futebol e braço direito, pela primeira vez na Toca da Raposa. Lá, a dupla se reuniu com Klauss Câmara e Guilherme Mendes para informar que ambos não farão mais parte do departamento de futebol a partir do próximo ano. Marcelo Djian, ex-zagueiro celeste, será o novo diretor de futebol, enquanto Marco Antônio Lage ficará com a diretoria de comunicação.

"O Marcelo e o Itair têm história no futebol brasileiro. São duas pessoas vitoriosas e acredito muito no potencial deles para gerirem o departamento de futebol do Cruzeiro. Tenho muita confiança no trabalho deles", pontuou Wagner, que já está totalmente à frente do departamento de futebol, juntamente com os novos diretores e a comissão técnica de Mano Menezes.

"O Gilvan é um grande presidente, fez um grande trabalho à frente do futebol do clube e queremos a participação dele sim. Mas hoje este planejamento está sendo feito entre eu, o Itair Machado, o Marcelo Djian e o Mano Menezes e sua comissão técnica".

Outro assunto que movimentou os bastidores foi a influência de Zezé Perrella, atual senador. e ex-presidente do time Perrella apoiou Sérgio Rodrigues na eleição do clube e viveu sua primeira derrota política na entidade, seja como candidato ou apoiador. Apesar disso, o ex-presidente segue forte dentro do clube e agora é o favorito para vencer a eleição para presidente do conselho deliberativo. Fernando Torquetti será seu concorrente.

"Após vencer a eleição para presidente tenho trabalhado para que o clube possa estar unido na parte política e é isso que defendo. As lideranças do clube querem isso pelo benefício e interesse maior do Cruzeiro", completou Wagner Pires.

Veja outros trechos da entrevista de Wagner Pires ao UOL Esporte:

A saúde financeira do Cruzeiro permite contratações de nomes de peso para a próxima temporada?
Ainda não tivemos acesso a todas as contas do clube, mas acredito que a realidade do Cruzeiro não é muito diferente da realidade de outros clubes do futebol brasileiro. Para investirmos na qualificação do elenco, precisaremos buscar novos recursos. Tenho alguns projetos neste sentido e apresentaremos no momento certo.

Como está a negociação com Bruno Silva, um dos pedidos de Mano?
O Bruno Silva é grande jogador, mas só podemos concretizar e falar sobre alguma coisa, com maior propriedade, depois que nós assumirmos, uma vez que ainda não podemos, eticamente, ultrapassar nossos limites administrativos, enquanto a diretoria atual estiver em atividade.

Teme perder o Rafael Sóbis para a próxima temporada?
O Sóbis é um grande jogador. Ele é uma das peças principais do clube. Se o negociarmos, teremos que ter um jogador do mesmo nível para colocar na sua posição. Isso temos que olhar com cuidado. Não sei se houve contato com a atual administração. Com a nossa, ainda não. Até porque ainda não assumimos. Se fizerem com a nossa concordância, do técnico, do Itair Machado, nós poderemos, juntos com a administração atual, fazer um eventual negócio.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos