Com mais segurança que torcida, seleção se apresenta para treinos em Paris

Pedro Ivo Almeida

Do UOL, em Paris (França)

A apresentação da seleção brasileira na manhã desta segunda-feira foi marcada pela maior presença de seguranças do que de torcedores no hotel em que a delegação ficará hospedada em Paris. Não houve qualquer assédio, com apenas uns poucos transeuntes parando por curiosidade, sem grande interesse.

Até mesmo a chegada de Neymar, ídolo do PSG, ocorreu em clima de tranquilidade. No momento em que o atacante apareceu, o alvoroço se deu apenas por parte de fotógrafos e cinegrafistas. As pessoas passavam na rua como se nada ocorresse na manhã de segunda-feira em Paris.

Na chegada de Daniel Alves, uma francesa perguntou: "Quem seria?". Ao ser avisada que trata-se do lateral do PSG, a popular respondeu: "Ele faz o que?", mostrando uma certa desinformação.

Assim, o batalhão de aproximadamente 15 seguranças engravatados, que fazem a escolta na porta do hotel, teve pouco trabalho até o momento.

O Brasil treinará em Paris para os amistosos contra o Japão, na próxima sexta-feira, e Inglaterra no dia 14 de novembro.

Além de Neymar e Daniel Alves, se apresentaram quase todos os jogadores previstos para esta segunda-feira, faltando apenas Cássio e Taison. Renato Augusto chegou no último domingo, mesmo dia que o técnico Tite chegou a Paris.

Apenas Diego (Flamengo) e Diego Souza (Sport) não chegarão a tempo do treino desta segunda-feira.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos