Euriquinho acusa Felipe de incentivar boicote ao Vasco. Ex-jogador nega

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Fair Play Assessoria

    Felipe e Pedrinho vão ao Maracanã apoiar Julio Brant, candidato à presidência do Vasco

    Felipe e Pedrinho vão ao Maracanã apoiar Julio Brant, candidato à presidência do Vasco

O vice de futebol do Vasco, Eurico Brandão, o Euriquinho, filho do presidente Eurico Miranda, fez graves acusações na tarde desta segunda-feira (6), um dia antes da eleição no clube. O dirigente acusa o ex-jogador e ídolo cruzmaltino Felipe de ter ligado para atletas do elenco incentivando-os a boicotarem o time no Campeonato Brasileiro. O ex-meia apoia o candidato de oposição Julio Brant.

"Não há clube que resista. Ex-atleta que liga para os jogadores para boicotar, colocar todos contra todos dentro do clube. Incentiva a não ganharem os jogos. Como o clube sobrevive a isso? Tenho plena convicção de que o presidente vai ser reeleito amanhã. De repente o departamento de futebol tem um respiro, um alívio. O que acontece aqui é coisa de outro mundo. No futebol acabamos sabendo de tudo. Muitos atletas receberam ligações, outros se reuniram. O ex-atleta que fez isso é o Felipe", declarou.

Apesar da grave denúncia, Euriquinho não detalhou o que teria sido dito por Felipe aos jogadores:

"Os atletas foram leais nos dizendo o que houve. Não sabemos detalhes do que foi dito, mas sabemos que foi para jogar uma pressão, colocar um contra o outro. (...) Eu acredito que o futebol é muito mais mental do que outra coisa. Isso influencia demais no jogo. Eu gosto de fazer minhas afirmações conversando com todos para chegar a uma conclusão".

O vice de futebol também garantiu que a situação não influenciou no rendimento dentro de campo no empate em 1 a 1 com o Vitória no Maracanã.

"Os atletas demonstraram dentro de campo. Mas aí tem que colocar técnico para conversar, jogador na frente um do outro para eliminar fofoca...", disse.

Felipe nega

Através de um comunicado da chapa de Julio Brant, Felipe respondeu as acusações e negou que tenha feito isso:

"Minha vitoriosa carreira no Vasco foi conquistada com muito trabalho e dedicação. Meu caráter é uma herança de minha família e da minha formação como atleta nas divisões de base do Vasco. Minha imagem é o meu maior patrimônio, como ex atleta, ídolo, profissional do futebol e pai de família. Os inúmeros títulos que conquistei no Vasco são o meu orgulho. Portanto, repudio, veementemente, as declarações FALSAS que essas pessoas insistem em utilizar para tumultuar o processo eleitoral do Vasco a partir do momento que me posiciono a favor da renovação e da transparência.

Também não é novidade esse tipo de ataque, afinal é uma tática comum que usam em épocas de eleição. A minha história é a certeza que esses comentários maldosos e sem credibilidade não refletem a verdade. Por fim, peço para que o vascaíno reflita e veja que tentam engana-lo ao colocar a culpa na mentira. Não assumir a responsabilidade é a arma da incompetência. Saudações vascaínas.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos