Topo

Futebol


Herói do Flu que surgiu em Taça das Favelas fez gol por teimosia de Abel

Do UOL, no Rio de Janeiro

06/11/2017 04h00

Um herói improvável. Assim pode se definir Matheus Alessandro, autor do gol da virada do Fluminense que garantiu a vitória sobre o Botafogo aos 42 minutos do segundo tempo. Oriundo da Taça das Favelas de 2012, ele balançou as redes do rival por culpa de uma teimosia do técnico Abel Braga.

Após o jogo, o treinador admitiu que não pensava em utilizá-lo como lateral-direto, mas acabou colocando-o na função e teve sucesso.

“Eu já tinha chamado ele. É o jogador que eu sempre falo que estamos precisando, que tire da frente. Queria ganhar o jogo, era injusto empatar. Mas perdi o primeiro volante, o Norton foi fazer aquela função, e o menino entrou. Eu falei para ele: ‘não se empolga demais, não, isso é um clássico, vai na boa’. E foi em uma dessas jogadas que ele fez o gol. Fico contente. Mais um menino, entrar no clássico e fazer um gol”, declarou.

Não fosse considerado "magrinho demais", Matheus Alessandro poderia estar nos rivais Flamengo ou Vasco. Após testes na Gávea e em São Januário, não foi aprovado por suposta deficiência na parte física. Observado pelo Tricolor na Taça das Favelas de 2012, competição que reúne times de comunidades do Rio, foi testado e logo incorporado ao sub-17 do clube.

Tido como um dos destaques da equipe de Vila Vintém, favela situada na Zona Oeste, Matheus Alessandro chamou rapidamente a atenção de Thomas Koerich, funcionário que trabalhou na captação de valores para o Flu. A velocidade e a facilidade para encarar marcadores foram fatores decisivos para o "sim" definitivo. Ao lado de Pedro e Douglas, o camisa 28 levantou o Brasileiro Sub-20 em 2015.

"Ele chegou um jogador muito franzino, mas com aquela alegria, drible e irreverência típica dos jogadores das comunidades do Rio. Demos chances e ele correspondeu, mostrou uma boa capacidade de entendimento tático e acabou aprovado. Chegou a ser testado algumas vezes no meio, mas a maioria foi como atacante", relembrou Carlos Cintra, coordenador de captação de Xerém.

Este foi o primeiro gol de Matheus Alessandro como profissional do Fluminense.

Mais Futebol