Flu descarta operar W. Silva, que pode procurar ex-médico do Corinthians

Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Lucas Merçon/Fluminense

    Atacante Wellington Silva tem convivido com problemas no púbis

    Atacante Wellington Silva tem convivido com problemas no púbis

As dores no púbis tiraram de Wellington Silva a possibilidade de defender o Bordeaux, no meio do ano, e parecem ser a causa mais evidente para explicar a queda de rendimento de um dos principais jogadores do Fluminense.

Na tarde da última segunda-feira, Silva se reuniu com o coordenador médico Douglas Santos para discutir o assunto. O profissional relatou a Wellington o posicionamento unânime de todo o corpo médico tricolor: uma intervenção cirúrgica poderia ser fatal para o jogador, que perderia muita força e poder de arranque, partes importantíssimas de suas características de jogo.

Após o encontro, Wellington saiu mais convencido de que o tratamento conservador pode ser a melhor alternativa, mas o martelo ainda não está totalmente batido, cabendo ao atleta a palavra final. A operação ainda não é hipótese totalmente descartada pelo jogador e seu estafe.

A "bola dividida" fez com que o camisa 11 cogitasse uma nova opinião longe das Laranjeiras, mas a ação não foi adiante. Caso o problema persista, o Flu já deu o sinal verde para que Wellington envie seus exames para a apreciação de Joaquim Grava, ex-médico do Corinthians e da seleção brasileira.

Renan Prates/UOL

Diante deste cenário, o atacante seguirá tratamento diário com os profissionais da fisioterapia. Na última atividade, ele treinou normalmente com o elenco tricolor e não reclamou de dores no local. Caso não haja nenhum retrocesso, Wellington estará à disposição de Abel Braga para a partida diante do Coritiba, 21h, no Maracanã.

Toda a discussão em torno do problema ficou ainda mais quente após o empate por 3 a 3 diante do Flamengo, que resultou na eliminação tricolor da Copa Sul-Americana. Na entrevista que sucedeu o clássico, Abel foi muito questionado sobre a opção por Romarinho, visto que Wellington Silva também era opção no banco de reservas. Depois do triunfo por 2 a 1 sobre o Botafogo, o comandante falou novamente sobre o caso.

"É um garoto do bem, está procurando se doar ao máximo. Mas com certeza, para estar no banco, não está sendo o Wellington que nós conhecemos na parte técnica", disse ele.

A virada no Clássico Vovô trouxe um novo fôlego para o elenco tricolor, que viu a distância para a zona da degola crescer sete pontos. Nesta terça-feira, o grupo faz o penúltimo trabalho antes do confronto contra o Coxa.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos