Gols somem, cartões aumentam e Elias vê busca por recorde de gols ameaçada

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Thomas Santos/AGIF

    Faltam três. Sem marcar há dois meses, Elias pode não conseguir bater meta pessoal

    Faltam três. Sem marcar há dois meses, Elias pode não conseguir bater meta pessoal

Maior contratação do Atlético-MG em 2017, Elias chegou ao clube por 2,5 milhões de euros. Porém, passados pouco mais de nove meses, o jogador coleciona uma irregularidade que se confunde com o time alvinegro na temporada, mesclando poucos bons jogos e muitas partidas com desempenho aquém do esperado. Também por causa do fraco rendimento coletivo, o volante corre o risco de não bater uma meta particular estipulada. Não bastasse isso, o volante ainda viu suas advertências aumentarem e se tornou um campeão de cartões.

Quando chegou ao Atlético, Elias traçou a meta de repetir o bom ano de 2010 no Corinthians, quando marcou 13 gols. Apesar de ser um dos artilheiros do time, atualmente com dez tentos, a última vez que o volante foi às redes aconteceu há mais de dois meses, mais precisamente na vitória simples diante do Paraná, em jogo da Primeira Liga.

Na ocasião do último gol, o Atlético ainda era comandado por Rogério Micale. Somente 30 dias depois, Oswaldo de Oliveira comandaria seu primeiro jogo pelo clube. Na contramão do time, que esboçou uma melhora, Elias não só manteve o jejum de gols como passou a colecionar cartões amarelos e até expulsão.

Com Oswaldo de Oliveira, Elias já entrou em campo por seis vezes. Em três delas (contra Atlético-PR, Botafogo e Santos), ele recebeu o amarelo. Em outro compromisso, diante da Chapecoense, acabou levando o vermelho. As suspensões ainda o fizeram perder dois jogos importantes contra o São Paulo e Cruzeiro.

Se comparado aos outros atletas do Campeonato Brasileiro, o volante do Galo é o quinto jogador que mais foi amarelado, com nove advertências, mas é o líder no quesito cartão vermelho. Ao lado de Elton (Ponte Preta) e Daniel Guedes (Santos), já deixou o campo mais cedo em duas situações. No Atlético, o volante é seguido por Fábio Santos, com oito amarelos, e Robinho, que tem sete.

Apesar do momento abaixo do esperado, Elias segue em crédito com Oswaldo. Titular no meio-campo ao lado de Adílson, a dupla deverá ser mantida para a partida da próxima quinta-feira contra o Atlético-GO, no Independência. Correndo por fora, estão Roger Bernardo e o garoto Yago.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos