Palmeiras define nomes da comissão que investigará Mustafá Contursi

Danilo Lavieri e Ricardo Perrone

Do UOL, em São Paulo

  • Eduardo Anizelli/Folhapress

    Mustafá Contursi vai ser investigado no Palmeiras por esquema de cambismo

    Mustafá Contursi vai ser investigado no Palmeiras por esquema de cambismo

O presidente do Conselho Deliberativo do Palmeiras, Seraphim del Grande, escolheu os nomes dos conselheiros que farão parte da comissão que vai investigar um suposto esquema de cambismo com ingressos repassados pela Crefisa ao ex-presidente Mustafá Contursi.

Guilherme Pereira (representante da Chapa Palestra), Antônio Augusto Pompeu de Toledo (representante dos vitalícios), Ricardo Galassi (Chapa Academia), Jobelino Locatelli (Palmeiras Forte) e José Fernando De Divitiis (UVB) foram os escolhidos para compor a comissão, confirmou Del Grande ao UOL Esporte

A ideia é dar voz a todos os grupos do clube. Ele promete uma investigação firme que não temerá enfrentar nomes fortes que estejam envolvidos no esquema.

Apesar disso, boa parte do clube já trata o caso com a certeza de que o resultado não terá nenhum conselheiro punido. A comissão fará suas investigações e dará o seu parecer para o Conselho Deliberativo, que votará para saber qual a decisão final.

Como mostrou o Blog do Perrone, o Conselho do Palmeiras trata Mustafá Contursi como suspeito e a Crefisa como vítima.

Por sua vez, Elaine (que seria a responsável por repassar os ingressos das mãos de Mustafá para os cambistas) será investigada em uma sindicância fora do conselho. Ela pediu sua exclusão do quadro de associados, mas Del Grande solicita que o desligamento não seja aceito para que ela possa ser investigada e eventualmente punida.

Caso também tem investigação do Ministério Público

Além das investigações internas no Palmeiras, o Ministério Público também vai acompanhar o caso de perto. O promotor Paulo Castilho pediu a abertura de um inquérito e também trata Mustafá Contursi como principal suspeito.

Nesta terça-feira, Seraphim del Grande foi inclusive depor no Decradi (Delegacia de Crimes Raciais e de Intolerância) sobre a versão que ouviu de Paulo Serdan para a polêmica dos ingressos. A conversa faz parte das investigações do poder público.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos