Queda de rendimento e resultados reacendem pressão sobre Guto no Inter

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • Ricardo Rímoli/AGIF

    Guto Ferreira é alvo de pressão no Inter. Mas por apenas de forma externa

    Guto Ferreira é alvo de pressão no Inter. Mas por apenas de forma externa

Uma vitória em cinco jogos, sendo dois em casa. A perda de uma vantagem que foi maior do que seis pontos e pode chegar a zero caso o América-MG vença o ABC-RN. E o pior, uma queda de rendimento. Tudo isso remonta um quadro de pressão sobre Guto Ferreira no Inter. Mesmo que, em contrapartida, o time esteja às portas da Série A.

O Inter pode, dependendo de resultados paralelos, confirmar o acesso no próximo sábado, quando enfrenta o Vila Nova-GO. Está com 63 pontos e é líder da Série B independentemente do que acontecer no jogo do América-MG, que está em segundo lugar.

A fase, porém, não é boa. O técnico viu sua equipe cair de rendimento e perder os resultados, até então amplamente positivos, nos últimos cinco compromissos. Foram empates contra Boa Esporte, CRB e Luverdense, derrota contra o Ceará e uma vitória isolada diante do Críciúma. A única nos últimos cinco compromissos.

O Inter, que já foi vaiado nos jogos em casa, vê crescer o apelo da torcida pela mudança, mesmo que isso não chegue diretamente à direção. A pressão é totalmente externa, nas palavras do comando do clube.

"O que saiu da normalidade foram os jogos no Beira-Rio. Vínhamos tendo grande aproveitamento lá. No jogo com o Ceará seriam dez vitórias consecutivas. Ceará e CRB foram resultados que não projetávamos. Esperávamos estar hoje em uma situação mais tranquila sobre o acesso. Mas ainda somos líderes, não perdemos a liderança nesta rodada, temos que valorizar o empenho dos atletas", disse o vice de futebol, Roberto Melo.

"Assim como há três ou quatro rodadas eu não achava tudo espetacular, quando tinha 11 vitórias em 13 jogos, agora eu acho que, mesmo não sendo o momento que esperávamos, não está tudo errado. É um momento difícil da competição, todos jogam jogos decisivos. Será assim até o fim, nossa tabela é com times que brigam por alguma coisa. São difíceis e temos que fazer um pouco mais do que temos feito. Faltou um pouco de sorte hoje, tomamos gols no início, isso desestabiliza a equipe. Mas tivemos reação", completou.

Guto Ferreira faz parte do planejamento do Inter para 2018 até agora. Tem participado diretamente da montagem do grupo e está protegido por multa rescisória. Assim que confirmar matematicamente o acesso à Série A, o Colorado vê ampliada ligação do técnico ao clube por um ano. E para rompê-la é necessário pagar multa. E se disse, depois da partida, tranquilo para sequência.

"Me preocupa nada, só definir a classificação e depois brigar por algo mais. Só isso que tenho por objetivo neste momento", se defendeu.

Antes de conseguir números amplamente positivos com o Inter, como 11 vitórias em 13 jogos, Guto já viveu momento semelhante. No começo de sua trajetória no clube, chegou a ser ameaçado de demissão. A pressão era muito mais intensa do que no momento e foi determinado ao técnico que o rendimento deveria melhorar nos jogos seguintes. Aconteceu e a situação acalmou-se com o time na liderança da segunda divisão. 

O Internacional volta a campo no sábado. O regresso do Mato Grosso, onde ficou no 2 a 2 com o Luverdense, ocorre nesta terça-feira.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos